Com Android 2.2 ou Froyo, o aparelho permite usar dois chips de quaisquer operadoras e custará R$ 480

Os celulares da Alcatel One Touch, uma marca da fabricante chinesa TCL, já estão à venda em lojas do varejo há alguns meses, mas só agora a empresa anunciou oficialmente sua chegada ao Brasil. Em um evento em São Paulo, Marcus Daniel de Souza Machado, presidente da Alcatel On Touch no Brasil, apresentou seu primeiro smartphone com Android no Brasil.

Smartphone 890, da Alcatel, chega com versão 2.2 do Android por R$ 480
iG São Paulo
Smartphone 890, da Alcatel, chega com versão 2.2 do Android por R$ 480
O aparelho, chamado de 890, vem com Android 2.2 ou Froyo, tela sensível ao toque (resistiva) de 2,8 polegadas, conexão Wi-Fi , GPS e câmera de 2 megapixels. O aparelho permite baixar aplicativos por meio do Android Market e navegar na internet, mas não se conecta a redes 3G, apenas EDGE, o que diminui a velocidade de envio e recebimento de dados.

"O aparelho chega com Android 2.2, porque não queríamos esperar mais para lançá-lo e esta versão atende os requisitos dos usuários deste tipo de aparelho", diz Machado. O Android, sistema operacional do Google, atualmente está na versão 2.3.4 ou Gingerbread. Segundo Machado, a Alcatel One Touch pretende atualizar o aparelho para a versão mais nova, mas não sinalizou quando a atualização estará disponível.

Em sua chegada ao País, a Alcatel One Touch começa com 15 modelos de celulares, desde os mais básicos até alguns mais avançados, como o 890. De todos os aparelhos já à venda, 10 deles permitem usar dois chips de operadoras; um dos modelos, o 678, permite utilizar três chips ao mesmo tempo. "Os celulares dual chip não são mais suficientes para os brasileiros, então desenvolvemos este tri-chip especialmente para o Brasil", diz Machado.

Mais um smartphone com Android da Alcatel One Touch deve ser lançado no mercado brasileiro até o final do ano e, de acordo com Machado, outros aparelhos com o sistema do Google serão lançados por aqui em 2012. "Teremos produtos com tela capacitiva, telas acima de 4 polegadas e conexão HDMI já no início do ano que vem", diz Machado. É possível que os aparelhos lançados no ano que vem já venham com alguns aplicativos pré-instalados, desenvolvidos pela Alcatel em parceria com outras empresas.

Investimento no Brasil se concentrou no pós-venda

Para o lançamento, a Alcatel One Touch criou um serviço integrado de assistência técnica dos aparelhos, que permite que os clientes enviem o produto defeituoso por meio de Sedex para uma das 18 assistências técnicas credenciadas. O tempo médio de análise e conserto dos produtos, segundo Machado, é de sete a 10 dias. "Também investimentos em um call center em português do Brasil para atender os clientes brasileiros." A meta da empresa é vender 4 milhões de unidades no País até o final do ano.

Com presença limitada no Brasil, a Alcatel One Touch já atua em todos os outros países da América Latina e sua sede para as Américas fica no México. Todos os produtos vendidos pela empresa são fabricados em uma planta própria em Shenzhen (China), com capacidade para fabricar 5 milhões de aparelhos por mês. Segundo o IDC, a empresa é a quarta maior fabricante de celulares da América Latina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.