Com sucesso da Apple em dispositivos móveis, Tim Cook descarta possibilidade de convergência entre plataformas

Vender um computador híbrido de MacBook e iPad não está nos planos da Apple para o futuro, de acordo com entrevista de Tim Cook, CEO da empresa, durante a conferência de resultados realizada ontem (24). O assunto foi questionado por um analista de mercado, que citou o Windows 8 como um exemplo de convergência entre os dois mundos.

Tim Cook, atual CEO da Apple, descartou possibilidade de híbrido entre tablet e MacBook
AFP
Tim Cook, atual CEO da Apple, descartou possibilidade de híbrido entre tablet e MacBook
“Qualquer produto pode ser forçado a convergir, mas o problema é que todo produto é uma questão de escolha e ao tentar fazer escolhas para chegar ao ponto principal, o resultado a que você chega pode não agradar ninguém”, disse Cook, durante a conferência.

Os resultados da Apple com ambos os produtos podem ser um dos motivos que fazem Cook rejeitar a ideia de um produto híbrido. No último trimestre, a Apple vendeu 47 milhões de dispositivos móveis, enquanto vendeu cerca de 4 milhões de Macs.

A empresa adota sistemas operacionais diferentes em cada um dos produtos e, apesar da falta de interesse em torná-los um sistema só, pretende trazer alguns recursos de sucesso do iOS para o MacOS X. A próxima versão do MacOS X, chamada Mountain Lion, terá ferramentas como o iMessage, aplicativo de mensagens instantâneas, e o Game Center. Ambos os recursos estrearam primeiro no iOS.

Apple tenta acordo com Samsung

Durante a conferência de resultados, Tim Cook também falou sobre os processos sobre patentes envolvendo a Apple e outros fabricantes. “Eu prefiro resolver do que brigar. Mas é importante que a Apple não desenvolva o mundo. Precisamos que outras pessoas inventem seus próprios produtos”, disse o executivo.

Nas próximas semanas, Cook terá a oportunidade de resolver alguns dos processos contra a Samsung na área de patentes, quando se reunirá com executivos para tentar chegar a um acordo. Segundo o site Cnet, a reunião seria parte de uma ordem da corte americana, que está julgando um entre vários processos entre as duas empresas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.