Android deu prejuízo para o Google em 2010

Informação foi revelada durante o julgamento do processo movido pela Oracle

Reuters |

Por Dan Levine

O Android, plataforma móvel do Google, gerou um prejuízo líquido para a companhia em todos os trimestres de 2010, apesar de ter gerado 97,7 milhões de dólares em receitas no primeiro trimestre daquele ano, disse um juiz norte-americano em um tribunal.

As discussões nesta quinta-feira das finanças do que se tornou o líder mundial sobre o software móvel operacional em apenas quatro anos ocorreu durante audiência entre Oracle e Google sobre a tecnologia de smartphones.

Um júri está deliberando sobre a alegação da Oracle de que o Google, a principal ferramenta de pesquisa da Internet, violou seus direitos autorais de parte da linguagem de programação Java.

Em uma audiência sem a presença do júri nesta quinta-feira, o juiz distrital dos Estados Unidos William Alsup questionou advogados de ambas as companhias sobre cerca de algumas informações financeiras apresentadas no caso.

O juiz não divulgou os números específicos do prejuízo do Android, mas disse que perdeu dinheiro em cada trimestre de 2010. "Isso adiciona uma grande perda para o ano todo", disse Alsup.

A Oracle alega que o Google não deve ser capaz de deduzir determinadas despesas do Android para efeitos de indenização de direitos autorais no caso. No entanto, o porta-voz do Google, Jim Prosser, disse que a Oracle deturpou seus números financeiros.

A Oracle processou o Google em agosto de 2010, dizendo que o Android infringe direitos de propriedade intelectual do Java. O Google afirma que não viola as patentes da Oracle e que a Oracle não pode ter os direitos autorais de certas partes do Java.

    Leia tudo sobre: googleoracleandroidpatentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG