Sob pressão de autoridades americanas, Adscend Media se comprometeu a parar de enviar mensagens na rede social

Uma empresa americana que fazia spam no Facebook concordou em interromper o envio de mensagens não solicitadas para usuários da rede, noticiou a Cnet . A Adscend Media entrou em um acordo com a Procuradoria Geral do Estado de Washington (EUA) e, para evitar uma punição maior, não enviará mais mensagens e pagará uma multa de R$ 190 mil ao governo dos Estados Unidos.

A Adscend Media enviava mensagens induzindo usuários do Facebook a curtir uma determinada página. Quando isso era feito, uma atualização aparecia na página dos usuários e induzia seus amigos a também clicarem no link indicado. Sempre que um internauta curtia uma página, a Adscend Media era remunerada pelo dono da página divulgada.

Não há nada de errado em mensagens que convidam um usuário a curtir uma página. O problema com a Adscend Media era que ela usava mensagens com texto ambíguo e com promoções falsas, induzindo o internauta a curtir uma página que na verdade não era a página divulgada.

Segundo autoridades do governo americano, a empresa arrecadou cerca de US$ 20 milhões (R$ 38 milhões) em um ano com a prática.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.