Preço do novo iPad no Brasil é um dos mais altos do mundo

Tablet da Apple chega a custar mais de R$ 500 no Brasil em relação ao preço praticado nos Estados Unidos

Agência Estado |

selo

São Paulo - Desta vez nem demorou tanto. O novo iPad chegou ao Brasil na sexta-feira (11), 57 dias depois do primeiro lançamento no exterior, em países como EUA, Japão e Reino Unido. A sua versão anterior, o iPad 2, levou 78 dias para ser lançada no País, três semanas a mais. Não foi o suficiente para repetir aqui as cenas vistas em outros lugares do mundo, onde pessoas formaram filas para estar entre os primeiros a ter o produto.

Getty Images
Novo iPad possui tela de alta resolução
Talvez seja o preço, alto demais para mover multidões. Fiel à nossa tradição, o preço do novo iPad no Brasil é dos mais altos do mundo. Nos EUA, a Apple cobra pela versão mais barata, com 16 GB de armazenamento e conexão Wi-Fi, R$ 961,47 (US$ 499). No vizinho México, o valor é um pouco maior: R$ 1.113. Na zona do Euro, ele custa em geral R$ 1.204,73. Por aqui, o mesmo produto custa R$ 1.549.

A própria Apple preferiu um lançamento discreto, sem grandes eventos ou muito estardalhaço. Bem diferente do iPad 2 em 2011, quando houve festa com celebridades, abertura de lojas à meia-noite e longas filas. O novo iPad pode ser encontrado nas principais redes de varejo do Brasil e lojas de operadoras.

As principais novidades do tablet da Apple se referem à imagem. Sua tela com tecnologia Retina melhorou muito a nitidez e a cor. São duas vezes mais pixels por polegada que o modelo anterior (264 contra 132). Se para quem usa o tablet mais para ler não faz tanta diferença, para filmes e games é um belo upgrade.

A câmera do novo iPad agora faz jus ao nome. A do iPad 2 se saía mal comparada às câmeras de outros tablets concorrentes. Tinha apenas 0,3 MP. Na nova versão do aparelho, ela vem com 5 MP e estabilizador. Aplicativos importantes, como iMovie, iPhoto e GarageBand, aparecem em versões novas, com recursos inéditos.

Tenho um iPad 2. Vale a pena comprar o novo iPad?
Se você acabou de comprar um iPad 2 não há por que correr para trocar e gastar mais, a não ser que você pretenda usar o tablet para ver filmes e tirar fotos. É na tela e na câmera que estão algumas das principais melhorias.

O que o novo iPad tem de diferente?
Um processador gráfico mais rápido (quatro vezes) que melhora o desempenho de games com gráficos pesados. Maior resolução de tela (o dobro do iPad 2), que agora usa a tecnologia Retina Display. Câmera traseira melhor (5 MP ante 0.3 MP do iPad 2). E uma ferramenta para ditar textos.

Quais são as diferenças entre as versões do iPad?
Existem seis variações de configuração. São três capacidades de armazenamento: 16 GB, 32 GB e 64 GB. Cada um dos modelos vem em duas opções de conectividade: apenas Wi-Fi ou Wi-Fi e 3G/4G. Ele vem na cor branca ou preta.

Quanto vai custar no Brasil?
Preços da Apple, praticados pela maior parte dos varejistas: 16 GB Wi-Fi (R$ 1.549) e Wi-Fi com 3G/4G (R$ 1.849); 32 GB Wi-Fi (R$ 1.749) e Wi-Fi com 3G/4G (R$ 2.049); 64 GB Wi-Fi (R$ 1.999) e Wi-Fi com 3G/4G (R$ 2.299). A operadora TIM tem uma oferta especial para as versões com 3G/4G: R$ 1.560 (16 GB), R$ 1.999 (32 GB) e R$ 2.249 (64 GB).

Vale a pena comprar no exterior?
Existe uma porção de países onde o tablet é mais barato do que no Brasil (veja lista de preços a seguir). Vale observar que em qualquer situação ele custa mais do que US$ 500, limite permitido pela Receita Federal a turistas brasileiros que visitam o exterior. Caso o novo iPad seja parado na alfândega, ele pode ter que pagar uma taxa de importação (equivalente a 50% sobre o valor que exceder os US$ 500).

Também vale lembrar que produto comprado fora não perde direito à garantia. Veja os preços do novo iPad em alguns países: México (entre R$ 1.113 e R$ 1.845,75); EUA (entre R$ 961,47 e R$ 1.597,32); Inglaterra (entre R$ 1.244,68 e R$ 2.055,75); Espanha/ Portugal/ Alemanha/ Itália/ Holanda (entre R$ 1.204,73 e R$ 2.099,56).

Funciona em 3G e 4G?
Sim. A rede 4G ainda não funciona no Brasil. Quando ela iniciar a operação, a Apple garante que o novo iPad deve conseguir se conectar a ela.

O chip do meu iPhone 4 ou 4S funciona no novo iPad?
Não. Apesar de terem aspecto semelhante, eles só funcionam em seus respectivos aparelhos.

O novo iPad é mesmo o melhor tablet do mercado?
O iPad é, com certeza, o tablet mais desejado e reconhecido do mundo. E, embora muitos usuários tenham suas reclamações, o nível de satisfação em geral é alto. A tela do novo iPad é bem melhor do que a tela dos tablets da concorrência. Por outro lado, outros tablets trazem recursos que os produtos Apple não têm, como entradas diferentes (USB , por exemplo) e compatibilidade com formatos que não funcionam no iPad (o Flash é o caso mais famoso). Alguns tablets como o Galaxy 10.1, da Samsung, se diferenciam por trazerem uma caneta stylus e pela capacidade poder escrever e desenhar na tela.

Leia tudo sobre: novo ipadtabletapple

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG