Ao digitar termo de busca, internauta versá uma mensagem que avisa sobre a possível interrupção da conexão com o Google

O Google começa hoje a alertar os internautas da China sobre termos de busca censurados pelo governo. Por meio de mensagem no blog oficial, o Google explica que, ao digitar uma palavra censurada na busca do Google, o internauta passará a ver uma mensagem que esclarece o problema: "Buscar sobre [termo de busca digitado] na China pode interromper temporariamente sua conexão com o Google. Essa interrupção está fora do controle do Google".

Busca da China agora exibe um aviso quando internauta buscar palavra censurada pelo governo
Getty Images
Busca da China agora exibe um aviso quando internauta buscar palavra censurada pelo governo

Segundo o Google, a mensagem é uma resposta aos usuários que sempre reclamam por verem mensagens como "Essa página não está disponível" ou "A conexão foi reiniciada", ao buscarem sobre termos bloqueados pelo governo chinês. Para direcionar o alerta apenas para os termos de busca bloqueados, o Google analisou os 350 mil termos de busca mais populares na China.

Em nenhum momento, na mensagem publicada no blog oficial, o Google menciona a palavra censura. A empresa afirma que um problema técnico impede que os links para determinados termos de busca sejam exibidos para os internautas. Um dos termos de busca bloqueados, de acordo com o site Mashable, é "Jiang", por conta de Jiang Zemin, ex-presidente da China.

O Google enfrenta problemas para operar os serviços na China nos últimos anos. Em 2010, o governo chinês chegou a bloquear por completo o serviço de busca do Google no país. Na ocasião, a empresa chegou a transferir o tráfego de usuários para a busca de Hong Kong , que não sofre interferência do governo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.