Com tecnologia que usa novos compostos químicos, empresa conseguiu reduzir espessura de telas de LCD e OLED usadas em smartphones

Por Fernanda Morales

A Sharp anunciou um protótipo de telasde LCD e OLED com uma tecnologia que os torna tão finos quanto uma folha de papel, o IGZO LCD. A empresa utilizou a nova tecnologia de óxido de índio e zinco gálio (IGZO), que permite que se criem displays de LCD com pequenos e finos filmes transistores e excelente resolução.

Sharp mostra novas telas de LCD e OLED que poderão ser usadas em smartphones no futuro
Reprodução
Sharp mostra novas telas de LCD e OLED que poderão ser usadas em smartphones no futuro

A mesma tecnologia ainda pode ser empregada em displays de OLED, tornando-os extremamente finos e capazes de produzirem excelentes imagens.

O protótipo, se combinado com a tecnologia de foto-alinhamento UV2A*3, empregada nos televisores AQUOS da Sharp, pode proporcionar um menor consumo de energia elétrica. O foto-alinhamento proporciona a fabricação de telas grandes, mas que exibem imagens de alta qualidade.

As primeiras telas com a nova tecnologia possuem 4.9 polegadas e resolução de 720×1280 e uma versão de 6.1 polegadas com resolução de 2560×1600 já está sendo desenvolvida pela Sharp. No futuro, a empresa tem planos de criar displays flexíveis de 3.4 polegadas com resolução de 540×960 e painéis de OLED de 13.5 polegadas com resolução de 3840×2160 utilizando a tecnologia IGZO.

Os detalhes do novo projeto serão apresentados pela Sharp durante a SID Display Week Symposium 2012, que acontece no dia 5 de junho em Boston (EUA).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.