Empresa já recompensou 131 especialistas em 27 países desde que lançou programa que premia quem encontrar falhas na segurança da rede social

O Facebook já pagou mais de US$ 300 mil para hackers descobrirem bugs no site e ajudarem a consertá-los. A informação é do chefe da equipe responsável pela segurança da rede social, Ryan McGeehan, citado pelo site da "Forbes".

No começo de maio, McGeehan participou de um post no site de perguntas e respostas Quora. Na ocasião, ele escreveu que o programa de recompensa por bugs da rede social, pelo qual cada hacker recebe cerca de US$ 1 mil por cada vulnerabilidade que informa à equipe de segurança do Facebook, já "premiou" 131 especialistas em 27 países desde que foi lançado, em julho do ano passado.

MaisFacebook coloca proposta de nova política de privacidade em votação

Um dos hackers foi inclusive convidado a trabalhar como estagiário na empresa, de acordo com McGeehan. "Nós fizemos diversas melhorias no site baseadas em informações fornecidas pelo programa de recompensas por bugs, enquanto, no geral, fomos eficientes quanto ao custo e justos com os especialistas", informou o responsável pela equipe de segurança do Facebook no post.

"Nós conseguimos pagar mais que nossa recompensa mínima de US$ 500 regularmente, e em muitos casos faz mais sentido aumentar nossos investimentos naquilo que se tornou uma comunidade global de especialistas que fazem contribuições", complementou McGeehan.

TambémFacebook pode comprar Opera por mais de US$ 1 bilhão

Apesar de já ter desembolsado US$ 300 mil, o programa do Facebook ainda fica aquém dos US$ 410 mil que o Google anunciou ter pagado no primeiro ano de seu programa de recompensas. O Google já chegou a pagar mais de US$ 3 mil por ‘buracos’ na segurança do seu site.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.