Empresa processa fabricante sul-coreana por "copiar descaradamente o iPhone e o iPad"

Reuters

SÃO FRANCISCO - A Apple está enfrentando demora para poder pedir novamente à Justiça dos Estados Unidos a proibição de vendas do tablet Galaxy 10.1, da Samsung Electronics, em uma das mais importantes batalhas na guerra mundial de patentes entre as gigantes da tecnologia.

Apple afirma que produtos da Samsung, como o Galaxy S III, imitam iPhone
Reuters
Apple afirma que produtos da Samsung, como o Galaxy S III, imitam iPhone

A Apple abriu processo contra a Samsung no ano passado acusando a fabricante sul-coreana de copiar "descaradamente" o iPhone e o iPad. A Samsung abriu processo rebatendo as acusações.

A juíza federal de primeira instância Lucy Koh, em San Jose, Califórnia (EUA), indeferiu o pedido de proibir a venda do Galaxy 10.1 e de alguns modelos de smartphones da Samsung. No mês passado, um tribunal de apelação instruiu a juíza a reconsiderar o recurso da Apple quanto ao tablet.

A Apple prontamente solicitou de novo a proibição, mas em breve decisão anunciada na segunda-feira Koh rejeitou o pedido em função de questões de jurisdição, afirmando que o tribunal de recursos tem que transferir formalmente o caso de volta a ela.

Quando isso acontecer, a Apple poderá reapresentar a petição, disse Koh, sem informar quando o tribunal de recursos devolveria o processo à jurisdição dela.

Representantes da Apple não estavam disponíveis de imediato para comentar de imediato, e a porta-voz da Apple, Kristin Huguet, repetiu um comunicado em que a empresa afirma que as "cópias “gritantes" da Samsung são inadmissíveis.

Os presidentes-executivos das duas companhias participaram de uma sessão de mediação imposta pela Justiça, no mês passado na Califórnia, mas não chegaram a acordo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.