Amostras de malware coletadas pela empresa de segurança chegaram a 16 mil em maio de 2012 e tendência é de aumento nos próximos meses

O número de ameaças para dispositivos móveis com o sistema operacional Android, do Google, aumentou quatro vezes entre fevereiro e maio de 2012. De acordo com dados da empresa Symantec, fabricante do antivírus Norton e de outras soluções de segurança, divulgados em um evento em São Francisco (EUA), atualmente existem 101 diferentes famílias de malware para Android. No total, mais de 16 mil amostras de vírus foram coletadas apenas em maio de 2012 – em fevereiro, foram menos de 4 mil.

Leia também:
10 dicas para usar o smartphone com segurança

De acordo com Thomas Parsons, diretor de desenvolvimento da Symantec, houve uma explosão do número de ameaças para Android nos últimos meses: em dezembro de 2011, a empresa coletou 27 amostras para cada família de malware Android; este número aumentou para 159 amostras em maio de 2012. "Trata-se de um fenômeno chamado polimorfismo, em que surgem novas ameaças, mas com pequenas alterações em relação a tipos bem definidos de malware", diz Parsons.

Vírus para Android cresceram fortemente nos últimos meses
ig
Vírus para Android cresceram fortemente nos últimos meses

Antes do Android, a plataforma Symbian, adotada em smartphones da Nokia, liderava em número de aplicativos maliciosos, de acordo com a Symantec. O problema foi resolvido em 2006, quando a Nokia passou a verificar todos os aplicativos antes de disponibilizá-los por meio da loja virtual. Hoje, segundo a Symantec, o volume de malware para Symbian é tão baixo quanto para iOS (Apple).

O fato de o Google não verificar se os aplicativos para Android têm algum código malicioso antes de disponibilizá-lo no Google Play é apontado por especialistas como um dos motivos para a grande quantidade de vírus desenvolvidos para a plataforma Android.

Aplicativos infectados

De acordo com a Symantec, a maior parte do malware para Android é disseminado por meio de aplicativos infectados, grande parte deles baixados a partir de lojas (no Google Play e também em lojas de terceiros).

Ferramenta da Symantec monitora vírus no Google Play
Reprodução
Ferramenta da Symantec monitora vírus no Google Play

Por conta disso, a Symantec lançou nesta terça-feira (19) uma ferramenta que permite ver dados sobre as categorias de aplicativos da loja Google Play que têm mais aplicativos infectados. Ela está disponível no link ( http://mobilesecurity.com/widgets/220-app-threat-monitor-1 ).

Por meio da ferramenta, é possível acompanhar, mês a mês, a quantidade de aplicativos infectados no Google Play, bem como quais as categorias que são alvo de programas infectados.

Dados de junho de 2012 (ainda parciais) mostram que a categoria “Entretenimento” tem um aplicativo infectado. Em abril, a mesma categoria continha 63 aplicativos infectados.

*A jornalista viajou a convite da Symantec

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.