Empresa apresenta dois ucranianos como membros da rede botnet Zeus

por Renato Silva

Os ucranianos Yevhen Kulibaba e Yuriy Konovalenko foram indicados pela Microsoft como duas peças chaves da rede criminosa de bots Zeus, que infectava máquinas de usuários incautos e permitia a cibercriminosos administrá-las remotamente em atividades ilícitas. A acusação foi feita ao FBI na última segunda-feira.

Segundo o site Cnet , a rede Zeus, responsável por infectar mais de 13 milhões de computadores com um programa malicioso, usado para furtar mais de US$ 100 milhões em atividades ilegais, teria 39 pessoas comandando e organizando suas operações. Apenas os dois ucranianos foram identificados, com o resto dos membros sendo indiciados por seus nomes fictícios na internet e endereços IP.

A dupla já está presa na Inglaterra, condenada por crimes relacionados ao Zeus. Assim que concluírem a pena em solo britânico, poderão ser extraditados a um dos vários países no qual os dois são acusados criminalmente, informou o site The Register .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.