Em apenas 24 horas o dobro da meta de US$ 950 mil foi atingido

por Rodrigo Martin de Macedo

Em questão de horas, o Ouya, console baseado em Android anunciado recentemente por Julie Uhrman e uma equipe de hackers, conseguiu levantar mais de US$ 2 milhões em doações.

O pedido foi feito no site de crowdfunding Kickstarter, onde os responsáveis pela ideia pretendiam obter, em um mês, a marca de US$ 950 mil, conforme noticiou o site Edge .

O objetivo do console é ser acessível: apenas US$ 99 pelo aparelho que terá games no modelo “free-to-play”, ou seja, grátis para baixar e instalar. Outra premissa do Ouya é ser facilmente hackeável.

No Kickstarter, o aparelho teve suas especificações pretendidas reveladas. Entre eles está um processador de quatro núcleos Tegra 3, 1 GB de memória RAM , conexão HDMI à TV com suporte a full HD (1080p), conexão Wi-Fi (802.11 b/g/n), placa Bluetooth LE 4.0, uma porta USB .

O armazenamento fica por conta de memória flash de 8 GB, e o sistema operacional será a versão 4.0 do Android. O controle sem fio com dois controles analógicos, direcional, botão de sistema, oito botões e um touchpad está sendo desenhado por Yves Béhar, responsável pelo design do OLPC (One Laptop per Child).

De acordo com o site VideoGamer , Julie Uhrman declarou estar estarrecido pelo suporte do público. “Vocês viram o que fizeram? Provaram que os consoles não estão mortos. Chocaram o mundo. E a nós”, comemorou, acrescentando que excederam a meta em apenas um dia e pedindo ao público ideias e sugestões via email.

A doação mínima é de US$ 1, e mais de 20 mil pessoas já colaboraram com a página do projeto no Kickstarter . Doadores de quantia de mais de US$ 95 receberão, quando o console for lançado, também uma cópia do aparelho com controle

    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.