Com nova tecnologia, empresa poderá encomendar paineis de LCD com sensores de toque integrados e simplificar produção

O novo iPhone pode chegar ao mercado com uma tela mais fina e brilhante, de acordo com fontes do jornal The Wall Street Journal . A nova tela, segundo a reportagem, está sendo produzida por três fabricantes ao mesmo tempo, a Sharp, a Japan Display e pela LG Display. A tela do novo iPhone também deve ser maior , de 4 polegadas.

Segundo as fontes, os paineis de LCD produzidos usarão a tecnologia in-cell. Ela integra sensores de toque no LCD, tornando desnecessário colocar uma camada sensível ao toque separada. De acordo com a Apple, a versão atual do smartphone, o iPhone 4S, tem espessura de 9,3 milímetros.

Concorrência com aparelhos da Samsung, como Galaxy S III, podem ter motivado busca por tela mais fina no iPhone 5
Getty Images
Concorrência com aparelhos da Samsung, como Galaxy S III, podem ter motivado busca por tela mais fina no iPhone 5

A ausência desta camada tornará o iPhone 5 mais fino e ele poderá exibir imagens mais brilhantes também. Para a Apple, a nova tecnologia reduzirá custos e simplificará a produção, já que a empresa não precisará encomendar paineis sensíveis ao toque e paineis de LCD separadamente.

Um dos motivos pelos quais a Apple tenta modificar sua tecnologia de telas é o sucesso dos smartphones da linha Galaxy, da Samsung, que vem com tela Super Amoled, que exibe cores mais nítidas.

O smartphone mais avançado da marca, o Galaxy S III , possui tela mais nítida que a do iPhone 4S, além de o aparelho ser mais fino que a versão atual do iPhone, já que telas com a tecnologia OLED são mais finas que LCD. Uma tela mais fina também facilita o uso de mais componentes na parte interna do aparelho ou traz espaço extra para uma bateria maior, fator crítico para os dispositivos móveis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.