Escolha de júri para decidir se a Samsung copiou os produtos da Apple começa hoje no país

Reuters

Por Dan Levine

Começa nesta segunda-feira (30) a seleção do júri para uma batalha judicial decisiva entre a Apple e a Samsung, após um ano de manobras legais que envolvem bilhões de dólares em disputa.

Justiça americana decidirá se Samsung copiou produtos da Apple
Reprodução
Justiça americana decidirá se Samsung copiou produtos da Apple

A Apple e a Samsung, as duas maiores fabricantes mundiais de bens eletrônicos de consumo, estão travando uma guerra judicial em todo o mundo, acusando uma à outra de violações de patentes enquanto disputam a supremacia no mercado mundial de aparelhos móveis, que cresce rapidamente.

A luta começou no ano passado, com um processo da Apple contra a Samsung no tribunal federal norte-americano de San Jose, Califórnia, no qual a companhia sul-coreana foi acusada de copiar o iPhone e o iPad. A Samsung abriu processos contra a rival em resposta.

Há muito em jogo, com a Samsung enfrentando a possível proibição de venda de seus celulares inteligentes e tablets Galaxy, e a Apple submetendo sua estratégia mundial de litígio de patentes a um teste decisivo.

A Apple vai tentar usar documentos da Samsung a fim de demonstrar que sua rival violou sabidamente os direitos de propriedade intelectual da fabricante do iPhone, enquanto a Samsung argumenta que a Apple está tentando sufocar a concorrência e manter preços "exorbitantes", de acordo com petições submetidas ao tribunal.

Provas serão apresentadas a um júri de 10 integrantes nas próximas quatro semanas, aos quais caberá chegar a uma decisão unânime quanto à vitória ou da Apple ou da Samsung em cada uma de suas alegações.

O fato de que os jurados virão do Vale do Silício, região em que a Apple é um ícone e grande empregadora, precisará ser levado em conta pela Samsung no processo de seleção de júri, disse James Dobson, antigo consultor de júri com a Empirical Creative.

"Embora o fato de que os jurados venham de um lugar onde a Apple é grande empregadora deva causar preocupação à Samsung", disse Dobson, "os jurados em geral querem fazer a coisa certa".

As coisas não estão bem para a Samsung no caso. A juíza federal Lucy Koh suspendeu as vendas do Galaxy Tab 10.1, conferindo grande vitória inicial à Apple. A ordem foi seguida pela suspensão do celular Galaxy Nexus. A Samsung está recorrendo das duas ordens.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.