Após conseguir criar conta no Facebook, milionário Kim Dotcom pede que Twitter verifique sua conta para evitar confusão com impostores

Kim Dotcom faz apelo pelo Instagram para ter conta verificada no Twitter
Reprodução
Kim Dotcom faz apelo pelo Instagram para ter conta verificada no Twitter

Enquanto enfrenta um processo na Nova Zelândia e uma possível extradição para os Estados Unidos por conta de acusações de pirataria online, Kim Dotcom , fundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload, reclama que o Twitter se recusou a certificar sua conta.

LEIA TAMBÉM:
Após declaração favorável a Dotcom, juiz abandona caso Megaupload

O Facebook também se recusou a aceitar o perfil de Dotcom, por não aceitar "Dotcom" como um sobrenome verdadeiro. Apesar de ter origem em um apelido, de acordo com o site Ars Technica, Dotcom se tornou o sobrenome oficial de Kim Schmitz em 2005. Após uma reclamação de Dotcom, no entanto, o Facebook aceitou a criação da conta.

Na terça-feira (31), Dotcom reclamou publicamente por meio de sua conta no Twitter que a equipe do microblog não aceitou adicionar o selo "Verificado" ao seu perfil. Ele diz ter receio de que os usuários da rede o confundam com um perfil falso que já tem milhares de seguidores. Junto à mensagem da reclamação, Dotcom publicou uma foto bem humorada tirada com o aplicativo Instagram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.