Equipe da rede social criou e-mail para receber denúncias de páginas falsas que roubam dados dos usuários; após constatação, páginas serão retiradas do ar

O Facebook divulgou hoje um novo e-mail para que os usuários da rede social notifiquem ataques de phishing por meio da rede social. Em ataques de phishing, cibercriminosos tentam enganar os usuários com páginas falsas para roubar dados pessoais ou bancários pela internet. Segundo o Facebook, as denúncias poderão ser enviadas para phish@fb.com.

Com as informações enviadas pelos usuários, o Facebook pretende investigar os casos e fornecer dados para as autoridades competentes, de modo que as páginas suspeitas sejam retiradas do ar. A rede social também tentará identificar as vítimas do ataque na rede social e manter a segurança dessas contas.

Atualmente, de acordo com o Facebook, já existe um sistema da rede social que monitora possíveis ataques de phishing e tentativas de roubo de dados de acesso ao site. Ao identificar os ataques, as vítimas são notificadas para mudar sua senha na rede social, além de receber dicas para aumentar sua segurança online.

Entre as dicas fornecidas na página para prevenir ataques de phishing estão suspeitar de e-mails com solicitações urgentes para trocar dados de login e senha ou dados bancários; e não clicar sobre links em e-mails e mensagens instantâneas, caso suspeite que a mensagem seja falta (mesmo que venha de contatos confiáveis).

Redes sociais viram alvo de ataques

O Facebook, além de outras redes sociais populares como Twitter, se tornaram alvos de cibercriminosos, por conta da velocidade da propagação dos ataques virtuais. De acordo com dados da Symantec, divulgados em junho, mais de 10,4 milhões de golpes virtuais por meio de redes sociais foram detectados entre maio de 2011 e maio de 2012 em todo o mundo. Confira na galeria de fotos abaixo os ataques mais populares no Facebook e Twitter :

A maior parte dos ataques, segundo a Symantec, tentam forçar os usuários a "curtir" páginas na rede social para roubar dados pessoais ou vender produtos falsos. Um dos exemplos é o golpe brasileiro "Mude a cor do seu perfil" , que rouba os dados de acesso na rede social. Detectado pela Kaspersky, este golpe é usado por cibercriminosos brasileiros para controlar o perfil dos usuários e vender pacotes de "likes" para empresas por até R$ 3,6 mil.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.