Smartphone também é companhia para a maior parte dos usuários na sala de espera e também durante o transporte entre casa e trabalho

Um novo estudo do Ibope Nielsen Online revelou que o smartphone é usado no banheiro por 38% dos brasileiros. A maior parte deles também declarou usar o aparelho enquanto espera para ser atendido (84%) e durante o trajeto de casa para o trabalho (59%), seja no carro ou transporte público. O estudo foi realizado com 4,6 mil pessoas no período entre 25 de abril e 2 de maio de 2012.

Brasileiros que tem celular com acesso a internet acessam e-mails e fazem buscas
Getty Images
Brasileiros que tem celular com acesso a internet acessam e-mails e fazem buscas

Para quase 50% dos entrevistados, a internet no celular também ajuda a passar o tempo enquanto é preciso aguardar o início de uma sessão de cinema ou de um espetáculo de teatro. O uso do smartphone para consultar redes sociais e o e-mail durante o expediente também é alto: mais de 40% dos entrevistados afirmaram usar acessar a internet pelo celular enquanto está no trabalho.

O acesso a internet pelo celular enquanto assiste TV é rotina para 34% dos entrevistados, enquanto usar o aparelho na presença dos amigos é um hábito comum para 28% do total.

E-mail e busca são mais populares

O estudo também revelou que acessar os e-mails e ferramentas de busca são as atividades mais populares entre os usuários de celulares com acesso a internet, com 87% e 79% dos entrevistados, respectivamente. A comunicação com os amigos por meio de redes sociais ficou em terceiro lugar no ranking, com 77% dos entrevistados.

Segundo o Ibope Nielsen Online, 14% dos entrevistados declarou possuir mais de um smartphone. Cerca de 35% dos entrevistados afirmaram ter apenas um smartphone, enquanto 49% do total declararam não fazer uso deste tipo de aparelho.

A maior parte dles usa redes sem fio (Wi-Fi) para conectar seu smartphone à internet, enquanto 65% disse que utiliza também a rede 3G e menos de 20% ainda usa as redes 2G (GPRS). A maior parte dos entrevistados (53%) afirmou que utiliza planos pré-pagos de banda larga móvel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.