Lançamento acontece três semana antes de a empresa anunciar nova versão do smartphone de 5 polegadas da linha Galaxy Note

A Samsung Electronics apresentou nesta quinta-feira (16/08) a segunda versão do tablet Galaxy Note 10.1 na tentativa de tirar do iPad a liderança de mercado de tablets.

A companhia sul-coreana, que a Apple acusa de copiar design e recursos de iPad e iPhone, lançou nesta quinta-feira o tablet nos Estados Unidos, Reino Unido e Coreia do Sul.

Em três semanas, a Samsung deve apresentar a nova versão do smartphone Galaxy Note, de 5,3 polegadas.

Com tela pouco maior que a do iPad, que tem 9,7 polegadas, o modelo de 10,1 polegadas da Samsung tem outros diferenciais, entre eles um recurso de anotações manuscritas e um divisor de tela que permite usar dois aplicativos ao mesmo tempo.

O Note 10.1 usa o Android - software do Google - e um processador quad-core com velocidade de 1,4 GHz. A câmera traseira tem 5 megapixels, e a frontal, 1,9 megapixel. A lente controla o descanso de tela com base no movimento dos olhos.

O aparelho tem 16 gigabytes de memória e opera apenas com conexão Wi-Fi. O preço será de 499 dólares, preço igual ao do iPad mais nov. O modelo de 32 gigas custará 549 dólares, ante 599 dólares na Apple.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.