Processo já dura sete anos

Reuters

O juiz de uma corte de apelação nos Estados Unidos suspendeu nesta segunda-feira um julgamento entre Google e milhares de escritores, e a retomada do processo está pendente de apela da empresa sobre uma decisão que deu status de ação de classe ao litígio.

A Authors Guild, que há sete anos entrou com processo contra o Google por causa dos planos de criar a maior livraria digital do mundo, consentiu com a suspensão, segundo o juiz de uma corte de apelação em Nova York.

Em um caso que envolve bilhões de dólares, a corte de apelação deu ao Google permissão para recorrer contra a decisão de 31 de maio por parte de um juiz que permitiu aos autores processar a companhia como um grupo, em vez de individualmente. A corte ainda não agendou a audiência da apelação.

Em março de 2001, o juiz Denny Chin recusou uma proposta de acordo de 125 milhões de dólares na corte distrital de Manhattan, alegando que o Google passaria a ter muito mais poder para copiar livros em massa sem a permissão dos autores.

(Por Grant McCool)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.