No segundo trimestre de 2012 foram vendidos 606 mil aparelhos

Reuters

As vendas de tablets no Brasil totalizaram 606 mil unidades no segundo trimestre, crescimento de 275 por cento em relação ao mesmo período no ano passado, informou nesta segunda-feira a empresa de pesquisa de mercado IDC Brasil.

O crescimento deve continuar veloz, com vendas totais de 2,6 milhões de aparelhos até o fim de 2012 e de 5,4 milhões em 2013, estimou o IDC.

Tablets vêm caindo no gosto dos brasileiros
Getty Images
Tablets vêm caindo no gosto dos brasileiros

De acordo com a empresa de pesquisas, essa expansão é justificada pela introdução de novos modelos, principalmente aqueles fabricados por companhias chinesas, com preço menor do que 1.000 reais.

"Apesar da desaceleração da economia ter afetado o mercado de PCs, os tablets mantiveram o ritmo acelerado de crescimento", disse em comunicado o analista Attila Belavary, do IDC. "É um número recorde impulsionado pela grande quantidade de dispositivos com preços inferiores a 1.000 reais introduzidos no mercado".

Esse fator influenciou também as configurações dos tablets comercializados no país: metade dos aparelhos vendidos tem tela de 7 polegadas e, entre esses, apenas um quinto tem conectividade 3G inerente ao dispositivo.

O Brasil também passou a ser o 11o maior mercado de tablets do mundo no segundo trimestre. No mesmo período de 2011, era apenas o 17o. Já entre as economias emergentes Índia, China e Rússia, o país supera apenas a Índia.

(Por Bruno Federowski)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.