Pesquisa realizada nos EUA mostra que usuários de serviços baseados em web têm falsa sensação de segurança

Um estudo realizado pela empresa de segurança CSID nos Estados Unidos mostra que 61% dos americanos usam uma mesma senha para vários serviços baseados em web, como e-mail e redes sociais. A prática é considerada arriscada, já que diversas contas do usuário podem ser invadidas, caso haja uma falha de segurança em apenas um dos sites.

Gráfico da CSID mostra a quantidade de senhas em uso pelos entrevistados
Reprodução
Gráfico da CSID mostra a quantidade de senhas em uso pelos entrevistados

Apesar da alta taxa de reuso de senhas entre os entrevistados, a pesquisa também mostra que 73% deles dizem estar preocupados com a força da senha e sua segurança, ao criar uma nova conta na web.

Segundo a pesquisa, o grupo de internautas com idade entre 18 e 24 anos é o que mais usar as mesmas senhas em diferentes serviços. "Eles se preocupam em criar senhas seguras, mas que sejam fáceis de lembrar", diz a empresa, no relatório.

A CSID também afirma que, embora 1 em cada 10 internautas nos EUA já tenha sofrido a invasão de sua conta em serviços baseados em web, 89% deles acreditam que as medidas de segurança que já adotam são suficientes para prevenir o roubo de identidade na web. De acordo com CSID, a pesquisa foi realizada com 1,2 mil americanos com idade acima de 18 anos.

De acordo com os dados, cada internauta precisa usar, em média, quatro a cinco senhas por dia. Apenas 24% afirmaram usar apenas três senhas por dia. Em média, as senhas adotadas pelos usuários possuem entre oito e 10 caracteres. Quase 50% das pessoas, segundo a pesquisa, trocam a senha pelo menos uma vez por ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.