Comissão Europeia quer definir estratégia para fortalecer segurança virtual dos bancos até o final de 2012

Reuters

BRUXELAS - Especialistas em computação da Comissão Europeia realizaram simulações de ataques a sites no maior exercício de cibersegurança, nesta quinta-feira (4), para descobrir as fragilidades nos sistemas de computadores dos principais bancos europeus.

LEIA TAMBÉM:
Brasil teve mais de 28 milhões de vítimas de crimes virtuais em 2011, diz Symantec
Golpes no Facebook fazem parte de esquema para venda de "likes"
Conheça os golpes mais populares no Facebook e no Twitter

O teste foi organizado pelos países da União Europeia com o apoio da Comissão, que está se preparando para redigir a nova legislação sobre cibersegurança.

O exercício usa o mesmo tipo de ataque --1.200 ataques separados incluindo mais de 30 mil emails-- que atingiu o JPMorgan Chase e o Wells Fargo na semana passada, elaborados para forçá-los a desativar o serviço.

O número e os nomes das companhias envolvidas no exercício não foram divulgados, mas incluíam os principais bancos em Londres e Frankfurt. No total, 400 especialistas em computação nessas companhias serão testados por suas reações ao ataque, disse a Comissão.

Especialistas em segurança alertaram que as companhias poderiam experimentar aumento das perdas por hackers, à medida que os ataques ficam mais frequentes. Em 2011 ocorreram quatro vezes mais ataques que no ano anterior, sendo que, a cada vez, as perdas financeiras aumentam.

A Agência Europeia para Segurança de Rede e da Informação disse que apresentará os resultados iniciais dos testes nos próximos dias. A Comissão Europeia irá divulgar a estratégia para fortalecer a cibersegurança no final do ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.