Entre motivos para exclusão de páginas temáticas da rede social está a publicação de propaganda de terceiros. Você concorda com a remoção? Comente

Morador do Guarujá (SP), Paulo Rodrigues, 26 anos, mantém várias páginas temáticas na rede social Facebook. Todos os dias, ele publica frases de humor, pensamentos e conteúdo feminino. Contudo, no início de setembro, a situação mudou: um dia, ele acessou o site e uma de suas páginas estava fora do ar. "Desde então, já perdi quatro páginas", diz Rodrigues, que diz que o conjunto reunia mais de 5 milhões de fãs.

Página
Reprodução
Página "Sensível, Feminina e Meiga" mostra propaganda que viola os termos de uso do Facebook, mas permanece no ar

Dono das páginas "Risadas do Dia" e "Sensível, Feminina e Meiga", Rodrigues não é o único que perdeu sua página no Facebook. Ele faz parte de um grupo de internautas que mantém páginas do Facebook e vem monitorando a situação. Pelas contas desse grupo, mais de 200 páginas foram removidas pelo site ( veja a lista completa ) desde setembro.

Você concorda com a remoção? Comente no fim da página.

Os usuários que mantêm as páginas (a maioria de conteúdo humorístico) reclamam que elas desapareceram sem explicação.

Procurado pelo iG , o Facebook disse, por meio de comunicado, que as páginas em questão foram removidas por violarem o  termo de uso do site . Entre os itens do termo de uso está a publicação de propagandas de produtos ou sites terceiros nas páginas ou na capa da página. O Facebook não confirma quantas páginas já foram retiradas do ar até agora.

No caso da página "Sensível, Feminina e Meiga", mantida por Rodrigues, existe a presença de propaganda de produtos de terceiros, como celulares e lingeries à venda em sites de comércio eletrônico. "Estava ciente de que é proibido fazer propaganda de produtos de terceiros na página, mas não acho que este tenha sido o motivo para tantas páginas sairem do ar ao mesmo tempo", diz Rodrigues.

Outro problema encontrado na página é a promoção de outras páginas temáticas no Facebook. Este item não está nos termos de uso do Facebook, mas pode ser levado em conta pela empresa ao remover uma página, já que os links não estão relacionados com o assunto da página que o usuário "curtiu".

Para Rodrigues, o Facebook teria retirado as páginas do ar para evitar perder anunciantes para os administradores de páginas. "Acho que eles só querem manter páginas de empresas na rede social", diz o publicitário. De acordo com os termos de uso da rede social, os internautas podem criar páginas temáticas, além de páginas de marcas e empresas, desde que elas não violem os termos de uso do Facebook e tenham links apenas para sites das próprias empresas ou conteúdos relacionados.

Recurso

Apesar de o Facebook afirmar em seus termos de uso que "se reserva ao direito de rejeitar ou remover páginas por qualquer motivo", os administradores de páginas podem enviar um e-mail com argumentos para tentar recorrer da remoção da página. Para isso, é preciso acessar o painel administrativo da página e clicar na opção "Recurso", abaixo do histórico que aponta a remoção da página ou desativação de recursos.

Rodrigues afirma que enviou diversos recursos ao Facebook por meio do site desde setembro, mas não obteve retorno até agora. Segundo o Facebook, não há um prazo pré-estabelecido para que a equipe analise os recursos e responda aos usuários. "A equipe tenta trabalhar no prazo mais rápido possível para que este retorno seja dado", diz uma porta-voz do Facebook.

Veja a lista de páginas removidas até o momento .

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.