Número de vendas para fabricantes é comparável às vendas do Windows 7, uma das versões de maior sucesso da Microsoft, mas adoção por consumidores ainda caminha devagar

Desde o lançamento do Windows 8, a Microsoft vendeu mais de 40 milhões de licenças do produto. De acordo com o site Ars Technica , o número é parecido com as vendas do Windows 7 no primeiro mês após o lançamento, em 2007: na época, a Microsoft divulgou que cerca de 60 milhões de licenças da versão foram vendidas nas primeiras 10 semanas após a chegada do produto às lojas.

Windows 8 tem desempenho comparável ao do Windows 7 em um mês após o lançamento
Reprodução
Windows 8 tem desempenho comparável ao do Windows 7 em um mês após o lançamento

Apesar de resultados parecidos, os números das vendas do Windows 8 podem ser considerados melhores, devido às circunstâncias do lançamento.

Ao lançar o Windows 7, a Microsoft teve uma grande demanda de consumidores, grande parte deles insatisfeitos com a versão anterior do sistema, o Windows Vista. No caso do Windows 8, o sistema representa uma ruptura com as versões anteriores, por apresentar uma nova interface para telas sensíveis ao toque.

Vale lembrar, no entanto, que os números divulgados pela Microsoft nas duas ocasiões se referem ao número de licenças vendidas para fabricantes de computadores. Este número inclui tanto computadores e tablets com a nova versão do sistema operacional já vendidos pelos fabricantes ao consumidor final, como as máquinas que estão em estoque ou ainda nas lojas.

O número de consumidores que adquiriram licenças do Windows 8, que poderia indicar melhor o nível de interesse do público na nova versão, não foi divulgado nas duas ocasiões. Além disso, é importante notar que, ao lançar o Windows 7, a Microsoft só vendia licenças para notebooks e desktops; desta vez, a Microsoft oferece licenças do Windows 8 para mais produtos, os tradicionais computadores e também tablets, um novo mercado que a Microsoft começa a explorar.

Uso avança lentamente

Embora os números de vendas de licenças sejam animadores, outros números mostram que a adoção do Windows 8 caminha mais devagar que a do Windows 7. Segundo dados da consultoria Net Applications, apenas 0,45% de todas as máquinas com Windows usam a versão 8 do sistema.

Em comparação, no final de outubro de 2009, o Windows 7 já representava 2,33% de todos os computadores com Windows instalado. Isso significa que a participação de mercado do Windows 7 era cinco vezes maior que a do Windows 8, um mês após o lançamento. (A participação de mercado se baseia em uma base instalada de computadores pouco maior que a existente em 2009.)

Atualmente, a Net Applications mede o uso de sistemas operacionais ao analisar visitantes únicos de aproximadamente 40 mil sites que ela monitora para seus clientes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.