Processo iniciado pela Nokia obriga a RIM a pagar royalties para usar patente relacionada à redes sem fio de acesso local

Reuters

HELSINQUE - A Nokia venceu a disputa com a Research In Motion (RIM), fabricante de smartphones BlackBerry, envolvendo o uso de patentes relacionadas à tecnologia de rede sem fio de acesso local (WLAN), informou a companhia finlandesa nesta quarta-feira (28).

"Concluiu-se que a RIM quebrou o contrato e não está autorizada a fabricar ou vender produtos WLAN sem antes acertar o pagamento de royalties", afirmou a Nokia ao anunciar a decisão.

A Nokia, que vem tentanto aumentar o ganho com royalties enquanto perde força no negócio de telefonia, afirmou ter registrado o processo nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha e no Canadá para se fazer cumprir a decisão do árbitro. A fabricante do BlackBerry não estava imediatamente disponível para comentar a decisão.

A Nokia assinou um acordo de licenciamento cruzado com a RIM envolvendo patentes essenciais de celulares em 2003, acerto que foi alterado em 2008. A RIM procurou a arbitragem em 2011, argumentando que a licença deveria ser ampliada para abranger patentes WLAN.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.