Operadoras abriram lojas a partir da 0h desta sexta-feira para vender a nova versão do smartphone da Apple com preço alto, a partir de R$ 2,4 mil

O iPhone 5, da Apple, começou a ser vendido à 0h desta sexta-feira (14) em algumas lojas de operadoras de telefonia em diversas cidades do Brasil. A Claro foi a operadora com maior número de lojas abertas na madrugada de hoje, com 26 lojas em 19 cidades brasileiras. Oi, Tim e Vivo também abriram lojas nos principais shoppings de São Paulo e Rio de Janeiro.

Na loja da operadora Claro no Shopping JK Iguatemi, o movimento era tranquilo próximo ao horário de início da venda do iPhone 5 no Brasil. "Isso tem a ver com o perfil do consumidor daqui", disse um funcionário da loja ao iG , sobre os consumidores que frequentam o shopping de luxo recém-inaugurado na zona sul da capital paulista.


Apesar da fila modesta no interior da loja da operadora, o estudante Pablo Calle, 17 anos, não conseguia conter a empolgação de comprar a nova versão do smartphone da Apple. "Sempre foi meu sonho ser o primeiro da fila. Tento desde o lançamento do primeiro iPhone", disse o adolescente ao iG . Acompanhado de seu pai, o executivo Luis Calle, Pablo trocou seu atual Galaxy S III pelo novo iPhone.

Segundo Calle, toda a família é usuária de produtos da Apple. Ele, por outro lado, trocou seu iPhone nos últimos meses por um Galaxy Note II. "Ele tem a tela bem grande, estou gostando de usar", disse o executivo. Pai e filho foram os primeiros a comprar o iPhone 5 na loja da Claro do JK Iguatemi. Cerca de oito pessoas aguardavam na fila para comprar o smartphone após o início das vendas, às 0h.

Preço salgado

O aparelho chega ao Brasil com preços bem mais altos dos praticados nos Estados Unidos. No Brasil, os preços do iPhone 5 são de R$ 2.399 (16 GB), R$ 2.599 (32 GB) e R$ 2.999. Nos Estados aparelhos, os mesmos aparelhos são vendidos por US$ 650 (R$ 1.300), US$ 750 (R$ 1.500) e US$ 850 (R$ 1.700).

Nos Estados Unidos há ainda o VAT, imposto cobrado na hora da venda e que varia dependendo da cidade e do estado. Mas, mesmo incluindo o valor mais alto desse imposto (10% em Manhattan, por exemplo), o preço fica bem abaixo dos valores cobrados no Brasil.

As novidades

A principal diferença do iPhone 5 em relação a seu antecessor, o iPhone 4S, é o tamanho da tela. O iPhone 5 tem uma tela de 4 polegadas e proporção de 16:9 (widescreen). A tela maior abriga cinco linhas de ícones, em vez das quatro comportadas pelo iPhone 4S.

O iPhone 5 é ainda 20% mais leve (112 gramas) e 18% mais fino (7,6 milímetros) do que o iPhone 4S. O chip do iPhone 5 é o A6. Segundo a Apple, ele chega a ser duas vezes mais rápido do que o A5 do iPhone 4S, dependendo da tarefa executada.

Uma novidade polêmica do novo iPhone é o conector. Chamado de Lightning, ele usa um cabo mais fino do que o tradicional conector da Apple usado há vários anos em todos os seus aparelhos.

Leia mais
Novo conector é maior ponto fraco do iPhone

O Lightning permite transferências de dados mais rápidas e é mais fácil de usar (o cabo pode ser encaixado de qualquer lado). Mas quem tem acessórios para aparelhos atualmente no mercado terá que comprar um adaptador para encaixá-lo no iPhone 5. 

Sucesso de vendas

Mesmo com a repercussão negativa da troca do aplicativo de mapas (que afetou também outros aparelhos da Apple), o iPhone 5 vem sendo um sucesso de vendas em todos os mercados em que a Apple atua. Apenas nos três primeiros dias de comercialização do aparelho, a Apple vendeu 5 milhões de unidades do iPhone 5.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.