Após polêmica na web em torno dos novos termos de uso, empresa tranquilizou os usuários em carta publicada no site oficial

“Para ser claro: não é a nossa intenção de vender suas fotos”, afirmou na noite desta terça-feira (20) o cofundador do Instagram Kevin Systron. Diante da imensa polêmica que se espalhou rapidamente pela web após serem anunciadas mudanças na Política de Privacidade e Termos de Uso da rede social que cativou milhares de internautas aficcionados por fotografia, Syston publicou uma carta no Blog do Instagram para aliviar a tensão dos usuários.

O texto sobre as mudanças divulgado nessa segunda-feira deixava claro que o Instagram passaria, a partir de 16 de janeiro de 2013, a comercializar as fotos dos usuários sem repasse de verba. Isso significava que o autor da foto cederia automaticamente os direitos autorais à rede social. Confira a reportagem completa no vídeo abaixo:

“Documentos legais são fáceis de interpretar mal”, justificou Kevin Syston, que ressaltou se tratar de um mal entendido tudo o que foi divulgado na imprensa mundial sobre as mudanças propostas no uso da rede social. Ele reconheceu que havia trechos confusos no texto sobre a nova política de privacidade.

    Leia tudo sobre: instagram facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.