Grandes fabricantes apostam nas TVs de altíssima resolução para tentar reaquecer mercado de TVs, em baixa nos países desenvolvidos

TVs inteligentes e com tecnologia 3D foram alguns dos avanços dos últimos anos mostrados na Consumer Electronics Show (CES), maior feira de tecnologia do mundo. Na edição 2013 da feira, que acontece até a próxima sexta-feira (11), a tecnologia mais badalada é a Ultra HD, nome dado às novas TVs de altíssima resolução.

Saiba mais sobre a tecnologia Ultra HD

TVs com resolução Ultra HD (também conhecida como resolução 4K) possuem resolução de 3.840 x 2.160 e exibem mais de 8 milhões de pixels. Esse valor é quatro vezes maior do que os cerca de 2 milhões de pixels exibidos pelas TVs com resolução Full HD atualmente no mercado.

Com design exótico, nova TV Ultra HD da Samsung é um dos destaques da CES 2013
ig
Com design exótico, nova TV Ultra HD da Samsung é um dos destaques da CES 2013

Os primeiros televisores Ultra HD foram lançados no fim de 2012 por LG e Sony, e na CES 2013 outros fabricantes anunciaram que também terão essas TVs este ano. Esse é o caso de empresas como Sharp, Samsung, Toshiba e TCL.

Entre os grandes fabricantes, a Sony é quem aposta mais pesado na nova tecnologia. A empresa japonesa dedica a área nobre do seu estande na CES para as TVs Ultra HD. Em 2013, a empresa lançará TVs Ultra HD com tamanhos de 55 e 65 polegadas , além do tamanho de 84 polegadas lançado no fim do ano passado. Assim como a Sony, a LG terá TVs Ultra HD de 55 e 65 polegadas este ano , além do modelo de 84 polegadas que começou a ser vendido em 2012.

Já a Samsung anunciou esta semana seu primeiro modelo Ultra HD , com tela de 84 polegadas. Ele traz uma moldura que serve como apoio e também abriga caixas de som.

Por enquanto, Ultra HD é exagero

A qualidade das imagens em TVs Ultra HD realmente impressiona, mas, por enquanto, comprar uma TV deste padrão é um exagero para a maioria dos consumidores. Assim com ocorreu no começo das TVs Full HD, o conteúdo criado com resolução Ultra HD é praticamente inexistente.

O padrão Blu-ray é capaz de exibir filmes em resolução Ultra HD, mas ainda não há discos com essa resolução à venda. A Sony promete um serviço online de vídeo com filmes em altíssima resolução ainda este ano, mas apenas nos Estados Unidos. E em nenhum país do mundo há transmissões de TV aberta ou cabo com essa resolução.

Há outra razão para esperar um pouco mais antes de comprar um aparelho Ultra HD. A diferença de qualidade da imagem para uma TV convencional é significativa apenas em TVs com telas muito grandes, acima de 60 polegadas, e depende também do tipo de cena exibida e do ambiente em que a TV está. Assim, apenas quem realmente tem um olho clínico para qualidade de imagem perceberá a diferença da nova resolução para o atual padrão do mercado.

Vale ressaltar que as TVs Ultra HD vêm com um recurso que converte imagens Full HD para a resolução Ultra HD, simulando a altíssima resolução. Mas o resultado não é tão bom quanto imagens já criadas em altíssima resolução.

Mercado em baixa

O Ultra HD é uma das apostas dos fabricantes de TV para reaquecer um mercado que anda em baixa nos últimos anos nos países desenvolvidos. Dados da CEA (Consumer Electronics Association, organizadora da CES) mostram que o total da vendas de eletrônicos de vídeo (TVs, aparelhos Blu-ray e outros acessórios) nos EUA, maior mercado do mundo, deve ser de US$ 26,5 bilhões. Em 2012, as vendas foram de US$ 28,5 bilhões e esse montante vem caindo desde 2008, quando o valor movimentado nos EUA foi de US$ 42 bilhões.

*O jornalista viajou a Las Vegas (EUA) a convite da Panasonic.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.