Resultado é boa notícia para fabricante finlandesa de celulares, que vem perdendo mercado para outras fabricantes, como Apple e Samsung

Reuters

HELSINKI - O negócio de telefonia móvel da Nokia alcançou uma rentabilidade ajustada no quarto trimestre, antes de sua previsão anterior, impulsionado pelas vendas de seu novo smartphone Lumia. A atualização comercial divulgada nesta quinta-feira (10) foi um raro sinal de boas notícias para a fabricante finlandesa de aparelhos, que tem perdido participação de mercado para a Samsung e a Apple.

Lumia 920 e Lumia 820 ajudaram a Nokia a vender 4,4 milhões de smartphones no período
Getty Images
Lumia 920 e Lumia 820 ajudaram a Nokia a vender 4,4 milhões de smartphones no período

LEIA TAMBÉM:
Linha Asha impulsiona venda de celulares da Nokia

A companhia disse que seus resultados foram também auxiliados por 50 milhões de euros (65,2 milhões de dólares) em taxas obtidas com patentes, melhor custo de administração e desempenho acima do esperado de sua unidade de equipamento de telecomunicações Nokia Siemens Networks.

A Nokia estimou que sua margem operacional do quarto trimestre em seu negócio de telefonia móvel estava entre o equilíbrio (break-even) e 2%. A empresa informou anteriormente esperar que a margem ficasse negativa em cerca de 6%. Entretanto, a companhia disse que o ambiente competitivo permanece difícil e que prevê margem negativa em 2% no primeiro trimestre deste ano.

As vendas líquidas do quarto trimestre em dispositivos e serviços ficaram em cerca de 3,9 bilhões de euros (US$ 5,09 bilhões). A empresa vendeu um total de 86,3 milhões de dispositivos. Os smartphones responderam por 6,6 milhões de unidades, das quais 4,4 milhões foram de aparelhos Lumia. As ações da empresa disparavam mais de 12%, cotadas a 3,36 euros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.