Família do programador acusa Justiça dos EUA e MIT de contribuírem com morte do programador com acusações sobre invasão a um banco de dados científico

O programador e empreendedor Aaron Swartz  foi encontrado morto em seu apartamento em Nova York (EUA) na última sexta-feira (14). Segundo o jornal The New York Times , Swartz foi encontrado por um amigo e seu corpo estava enforcado.

Aaron Swartz, cofundador do Reddit,  morreu na última sexta-feira em Nova York (EUA)
AP
Aaron Swartz, cofundador do Reddit, morreu na última sexta-feira em Nova York (EUA)

Swartz foi um dos responsáveis por criar os feeds de RSS, ferramenta que permite que os internautas assinem conteúdo de qualquer página de web, quando tinha apenas 14 anos. Ele foi um dos cofundadores do Reddit, site de compartilhamento de conteúdo na web, em 2005. O site foi comprado pela Condé Nast em 2006. Em 2008, o código do site se tornou aberto aos desenvolvedores.

Defensor da liberdade na web, Swartz ficou conhecido como ativista após invadir diversos sites e abrir documentos antes fechados para a comunidade da web. Segundo o jornal, ele foi indiciado em junho de 2011, após baixar 4,8 milhões de artigos científicos armazenados pelo Massachussets Institute of Technology (MIT) e distribuídos por meio de um serviço de envio de conteúdo por assinatura, o JSTOR ou Journal Storage.

O processo ainda estava em andamento na data da morte de Swartz e, caso ele fosse considerado culpado, poderia passar até 35 anos na cadeia, além de pagar mais de US$ 1 milhão em multas. Em comunicado, a família de Swartz acusa a Justiça americana e o MIT de tomar "decisões que contribuiram para sua morte". "É o produto de um sistema de justiça criminal repleto de intimidação e exageros", diz o comunicado.

Investigação

De acordo com o site Cnet , o MIT abriu uma investigação interna sobre as circunstâncias que levaram ao possível suicídio de Aaron Swartz. Em comunicado divulgado neste domingo (13), L. Rafael Reif, presidente do MIT, ofereceu as condolências à família de Swartz, que ele classificou como um "jovem promissor que tocou a vida de tantas pessoas". "Agora está na hora de todos refletirem sobre suas ações e isso inclui o MIT", disse Reif.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.