Versão remodelada do serviço estava em testes há seis meses

Depois de seis meses de testes internos e acessos apenas por meio de convite, o Myspace estreou sua nova versão esta semana. A partir de agora, qualquer pessoa pode acessar a nova versão da rede social.

Para usar a rede o usuário pode escolher entre fazer o login com seu perfil do Facebook, Twitter ou criar uma nova conta. A página inicial do serviço destaca o cantor Justin Timberlake, que também é um dos investidores da rede social.

Novo Myspace continua apostando em música
Reprodução
Novo Myspace continua apostando em música

Como na versão antiga, o foco do novo Myspace é a música. Há uma área que permite que os usuários montem suas rádios a partir de músicas encontradas no site.

O site também sugere músicas parecidas com as escolhidas pelos internautas e mostra datas de shows dos artistas prediletos, entre outros recursos.

Altos e baixos

O Myspace foi a primeira rede social a se tornar realmente popular. Criado em 2003, o serviço foi o líder em sua categoria entre 2005 e 2008. Durante seu auge, em 2005, foi comprado pela News Corp, de Rupert Murdoch, por US$ 580 milhões.

No final dos anos 2000, o Myspace começou a perder espaço principalmente para o Facebook e também para redes focadas em música mais modernas, como o Purevolume e o SoundCloud. O número de usuários ativos caiu drasticamente e, em junho de 2011, a empresa foi vendida pela News Corp ao fundo de investimentos Specifc Media por US$ 35 milhões, menos de 10% do valor da primeira venda. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.