Apesar de estudos apontarem vendas fracas no período, Microsoft afirma que "aumentou produção por conta da demanda crescente" pelo tablet

O tablet da Microsoft está a quase três meses no mercado, mas as vendas do produto começaram mais devagar do que o esperado. De acordo com dados divulgados pela consultoria UBS Investment Research, a Microsoft vendeu 1 milhão de unidades do tablet no quarto trimestre de 2012, metade da expectativa inicial de vendas dos analistas. De acordo com o jornal The New York Times , alguns analistas consideram que as vendas foram ainda menores.

LEIA TAMBÉM:
Análise: Surface é um tablet lindo com software desajeitado

Surface, tablet da Microsoft, tem pouco impacto no quarto trimestre de 2012
Getty Images
Surface, tablet da Microsoft, tem pouco impacto no quarto trimestre de 2012

Para efeito de comparação, a Apple vendeu três milhões da versão mais recente do iPad nos primeiros dias após o lançamento, em novembro. No total, a Apple já vendeu mais de 100 milhões de unidades do iPad desde que a primeira versão do tablet foi lançada em 2010.

Um dos motivos apontados pelos analistas da UBS para as fracas vendas do Surface foi a baixa disponibilidade do produto nas lojas nos Estados Unidos. O produto só estava disponível nas lojas da própria Microsoft.

Outro fator é o preço do Surface , muito próximo ao do iPad, que é mais popular entre os americanos. Segundo Brent Thill, analista da UBS, a chega da versão Pro do Surface, com chip da Intel, pode alavancar as vendas da Microsoft.

Em comunicado ao jornal, a Microsoft afirma que o tablet Surface teve uma boa recepção entre os consumidores e deverá ter novos modelos em breve. "Nós recentemente aumentamos a produção e expandimos a distribuição do Surface para novos parceiros de varejo por conta da demanda crescente. Nós esperamos que mais consumidores possam experimentar o produto enquanto continuamos a expandir sua disponibilidade nas lojas nos próximos meses", disse uma porta-voz da Microsoft.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.