Conheça alguns programas para smartphones e tablets que permitem traçar rotas com eficiência com base em informações oferecidas por outros usuários

Muita gente já passou pela frustrante situação de traçar uma rota com a ajuda do GPS e se sentir “traído” ao cair em um terrível congestionamento. O mesmo problema acontece com quem chega numa nova cidade e precisa saber como ir de um ponto a outro usando transporte público: muitas vezes o ônibus demora demais para chegar ou, quando chega, está lotado.

LEIA TAMBÉM:
Conheça aplicativos que ajudam a entrar em forma

Alguns aparelhos de GPS e aplicativos, como Google Mapas e Nokia Mapas, até tentam informar o nível do congestionamento nas vias por onde o usuário passará. As indicações em cores diferentes (verde para trânsito livre e vermelho para trânsito carregado), no entanto, acabam sendo subjetivas.

Aplicativo de mapas Waze permite criar perfil e informar vias congestionadas na cidade
Reprodução
Aplicativo de mapas Waze permite criar perfil e informar vias congestionadas na cidade

Já existem alguns aplicativos disponíveis no Brasil que ajudam a oferecer mais dados sobre a situação do tempo real. O Waze é um deles. Lançado em 2009 em Israel, ele só chegou ao Brasil no ano passado.

Em pouco mais de seis meses no País, o aplicativo já reúne 1,45 milhão de usuários, 4% dos 36 milhões em todo o mundo. Em entrevista ao iG , Uri Levine, fundador do Waze, conta que a ideia nasceu de uma necessidade própria.

“Certa vez eu estava de férias e, na hora de voltar, meu carro foi o último a sair. Eu liguei para os amigos que estavam na frente e isso me ajudou a evitar congestionamentos”, diz Levine. “Eu concluí que perguntar às pessoas sobre a situação nas ruas antes de sair seria uma fórmula vencedora.”

A ideia deu certo e, agora, Levine investe em uma outra startup, que leva a ideia da colaboração entre os usuários para o transporte público: a Moovit chegou recentemente ao Brasil e possui 500 mil usuários em todo o mundo. “Ainda enfrentamos dificuldades em receber dados em tempo real das empresas de transporte público, mas os usuários nos enviam relatórios sobre suas viagens”, diz Nir Ezer, CEO da Moovit.

Conheça abaixo alguns aplicativos selecionados pelo iG que permitem consultar informações sobre o trânsito e o transporte público:

Waze

O aplicativo Waze, disponível na App Store e no Android Market, permite enviar informações em tempo real sobre as condições de trânsito no local onde o usuário está: o aplicativo permite apontar a velocidade do carro, se aconteceu algum acidente, onde estão localizados os radares e postos policiais. Um dos diferenciais é a pesquisa por postos de gasolina próximos, que mostra o preço do combustível informado por outras pessoas.

É possível criar rotas como em outros aplicativos de GPS e receber alertas sobre mudanças nas condições das ruas que o motorista percorrerá. “Daqui a um ano passaremos a exibir publicidade no trajeto do motorista com ofertas de produtos e serviços na região em que ele está”, diz Levine, sobre os planos para o futuro. O Waze também deve ganhar uma versão para Windows Phone 8 até o final de 2013.

Para baixar: App Store / Google Play

Moovit

O Moovit recebe dados de empresas de transporte público e também dos usuários, além de gerar suas próprias estatísticas com base nestes dados. Por meio do aplicativo, os internautas podem traçar uma rota ponto-a-ponto, utilizando os serviços de metrô, ônibus e trajeto a pé. Os usuários também podem enviar dados sobre as condições do transporte, como lotação da estação ou do veículo, atraso na partida de uma linha, ou disponibilidade de Wi-Fi.

Aplicativo Moovit permite traçar rotas de transporte público e consultar informações sobre linhas
Reprodução
Aplicativo Moovit permite traçar rotas de transporte público e consultar informações sobre linhas

Por enquanto o aplicativo não está disponível em outros países da América Latina, além do Brasil. O Moovit também pode ajudar os usuários em viagens pelos Estados Unidos e Europa, já que está disponível em cidades como Madri (Espanha) e Roma (Itália), além de Boston, Chicago, Nova York e San Francisco (EUA).

Para baixar: App Store / Google Play

Busão SP

Criado por professores de desenvolvimento de aplicativos da Caelum, o aplicativo permite que o usuário encontre os pontos de ônibus mais próximos e, ao chegar a um deles, ver a lista de ônibus que passam naquela rua ou avenida. Apesar de funcionar bem, o aplicativo ainda é limitado, já que permite traçar rotas apenas utilizando ônibus – o que pode atrapalhar usuários que tentam chegar a um local onde o acesso é melhor por meio do metrô ou trem.

De acordo com André Silva e Erich Egert, desenvolvedores responsáveis pelo Busão SP, o aplicativo deve ganhar em breve recursos colaborativos que permitirão informar o horário de saída e chegada dos ônibus ao terminal, além de compartilhar informações sobre a lotação e condições do ônibus com outros usuários do serviço, após fazer check-in (registro) de forma similar ao Foursquare.

O aplicativo está disponível para usuários de ônibus da cidade de São Paulo, mas deve ganhar versões para outras cidades em breve, já que se trata de um projeto de código-aberto. “Já registramos mais de 30 mil downloads no Google Play e temos 8,5 mil usuários ativos do serviço”, diz Silva. Nos próximos meses, o aplicativo terá uma versão em HTML5 para atender a usuários de outros sistemas operacionais, como Windows Phone e BlackBerry.

Para baixar: App Store / Google Play

Wabbers

Criado pela MobWise, o aplicativo de mapas é uma alternativa brasileira que, assim como o Waze, reúne informações colaborativas, enviadas pela comunidade de usuários. O aplicativo, porém, traz alguns diferenciais interessantes, como uma lista de notícias geradas pelos usuários que é atualizada de acordo com a região do usuário, além de uma ferramenta de voz para conversar com outros motoristas que estão na mesma região.

Wabbers permite até chamadas de voz com outros motoristas que usam aplicativo
Reprodução
Wabbers permite até chamadas de voz com outros motoristas que usam aplicativo

O Wabber já foi baixado mais de 100 mil vezes no Brasil e grava automaticamente as rotas mais comuns do usuário, como viagem de casa para o trabalho. Isso permite que, ao acionar o aplicativo novamente no dia seguinte no mesmo horário, ele verifique as condições de trânsito e alerte o usuário sobre acidentes, congestionamento, entre outros. Assim, o usuário do aplicativo pode replanejar sua rota com antecedência.

Para baixar: App Store / Google Play

Moobly

Disponível apenas para os moradores de Porto Alegre, o aplicativo reúne diversos recursos úteis para quem decidiu percorrer a cidade a pé. Ele funciona integrado ao sistema de transporte público da cidade, o que permite verificar as melhores linhas de ônibus para percorrer de um ponto a outro da cidade, além dos horários, e ainda salvar o trajeto para consulta offline.

O Moobly permite ainda consultar pontos de interesse próximos ao usuário, calcular rotas de táxi e estimar o valor da corrida, além de ligar para o ponto mais próximo sem sair do aplicativo. Após sugestões dos usuários, o aplicativo ganhou nova versão, com a direção do ônibus nas avenidas e localização das paradas.

Para baixar: Google Play

Nokia Transporte

O aplicativo da Nokia para smartphones com sistema Windows Phone permite que os usuários tracem rotas com base em informações fornecidas pelas empresas de transporte público de seis cidades no Brasil (Belo Horizonte, Bertioga, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo). Com isso, dependendo da quantidade de informações disponibilizadas pelo governo da cidade, melhores são as informações fornecidas pelo aplicativo.

Em testes em São Paulo e na cidade de Barcelona (Espanha), o aplicativo foi eficiente ao traçar várias rotas ao mesmo tempo, de acordo com o horário mais próximo da partida do trem e metrô, e indicar o tempo previsto do percurso a pé. O aplicativo, porém, não oferece informações sobre a situação do transporte público em tempo real.

Para baixar: só vem pré-instalado nos smartphones Lumia com Windows Phone

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.