Clientes de mensagens instantâneas multiplataforma podem ser usados pelo usuário, após a integração da conta do MSN Messenger com a do Skype

*Atualizada em 15/03/2013 às 15h com correção sobre a data da desativação do serviço, que não ocorrerá em 15 de março, como informado pela reportagem, mas em 30 de abril.

A Microsoft desativará o Windows Live Messenger , serviço de mensagens instantâneas mais conhecido como MSN Messenger, somente em 30 de abril. Para manter os contatos após esta data, os usuários devem integrar suas contas do Windows Live Messenger com o Skype, que foi adotado pela Microsoft como serviço principal para comunicação. O anúncio do fim do serviço ocorreu em dezembro de 2012.

Segundo a Microsoft, a partir de 30 de abril as pessoas que utilizam o aplicativo do MSN Messenger não poderão mais acessar o serviço e só terão a opção de migrar para o Skype. Se o usuário tentar fazer login no Messenger, uma notificação aparecerá e iniciará um assistente de instalação que baixará o Skype ao mesmo tempo que desinstala o MSN Messenger. Veja abaixo como integrar a sua conta do MSN Messenger com o Skype:

Para usar o Skype com a conta do MSN Messenger, o usuário deve selecionar a opção de se conectar com sua conta da Microsoft na tela de entrada do aplicativo do Skype. Caso o usuário tenha contas nos dois serviços, agora será possível combinar as duas contas e manter apenas um login e senha. Ao concluir o processo, o usuário já terá sincronizado sua lista de contatos do Skype com a lista do MSN Messenger.

Alternativas

Muitos usuários reclamam da lentidão do Skype ao ser usado apenas como cliente de mensagens instantâneas, mas existem outros aplicativos no mercado que fazem a função de agregadores e podem ser adotados pelo usuário, após a integração da conta do MSN Messenger com a conta do Skype. A vantagem é que eles permitem que o usuário adicione contas de outros serviços de chat também, como Yahoo Messenger, Facebook e Google Talk. Veja abaixo algumas opções:

1 – Trillian

Desenvolvido pela Cerulean Studios, o Trillian permite se conectar a serviços como ICQ, Yahoo! Menssenger, Skype, IRC, MSN, Bonjour, XMPP e outros. No caso dos chats de redes sociais, o Trillian é compatível com Facebook, Twitter e MySpace.

O Trillian é fornecido para diferentes sistemas operacionais (Windows, OS X, Android e Blackberry).

2 – Pidgin

O Pidgin é um cliente de IM multiplataforma. Trata-se de um programa de código aberto, fornecido em mais de 70 idiomas. Uma de suas vantagens é a de ser um aplicativo muito leve e com uma interface bem simples. Ele é um dos poucos a rodar também no Linux, fora Windows e OS X.

Além de ser compatível com quase todos os IMs mais conhecidos, o Pidgin pode se conectar a outros serviços como: Zephyr, XMPP, Gadu-Gadu, MXit, Novell GroupWise Messenger e outros.

3 – Digsby

Para aqueles que procuram um bom agregador para suas redes sociais e IMs, o Digsby é um ótimo candidato. Com ele torna-se possível atualizar de um só lugar seu status do LinkedIn, Twitter, Facebook e MySpace. Fora isto, o programa se conecta aos seguintes serviços de mensageiro instantâneo: Yahoo! Messenger, ICQ, Jabber, Google Talk, MSN e outros tantos.

Um recurso diferenciado no Digsby é a possibilidade de enviar mensagens SMS diretamente do seu aplicativo. Sua maior limitação está no fato de ser oferecido somente para o Windows. Mas o site do desenvolvedor informa que versões para o Mac e Linux logo estarão disponíveis.

4 – NimBuzz

O Nimbuzz é um dos agregadores mais confiáveis para as plataformas móveis. Não é à toa que recebeu críticas positivas de revistas e blogs especializados no assunto. Ele também é oferecido para diferentes navegadores e sistemas operacionais (Symbian, Windows, iOS, OS X, Android e outros).

Com ele é possível fazer ligações Voip para telefones fixo e celulares a partir de smartphones. Sua compatibilidade se estende aos seguintes serviços e rede sociais: Twitter, Facebook, Yahoo! Messenger, MSN, Google Talk, Hyves e outros. Após cadastramento das contas, um único login é necessário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.