Tradicionalmente focado em software, South By Southwest destacou empreendedores de hardware na edição deste ano

NYT

A cada ano, milhares de entusiastas da tecnologia rumam à South by Southwest, conferência de tecnologia, música e filmes em Austin, Texas, esperando estar entre os primeiros a descobrir a próxima grande revolução em aplicativos de redes sociais e softwares móveis.

Neste ano, porém, um hardware pode roubar a cena. As startups mais comentadas do ano incluem o fabricante de uma câmera que tira fotos automaticamente a cada 30 segundos, um novo console de games e um aparelho para os usuários controlarem seus computadores e dispositivos movendo as mãos. Hugh Forrest, diretor do setor de tecnologia da South by Southwest, estima que ao menos duas dúzias de painéis, palestras e apresentações envolvam algum tipo de novo dispositivo ou aparelho no evento deste ano – uma parcela muito maior do que nos anos anteriores.

"Nós sempre esperamos ser uma vitrine para novos produtos e ideias em tecnologia, e isso está refletido neste ano", declarou ele.

A nova ênfase em dispositivos em vez de software reflete uma mudança muito maior no mundo das startups e da tecnologia, impulsionada por ferramentas como o crowdfunding e a impressão em 3D – que torna a criação de protótipos mais barata, rápida e simples. A tendência está se acelerando em parte graças à popularidade e ao entusiasmo em relação a pequenas empresas criando dispositivos de fitness de vestir, como os relógios desenvolvidos pela Pebble e os termostatos inteligentes criados pela Nest.

Agora os dispositivos estão tomando conta dos salões e do centro de convenções da South by Southwest, que sempre foi conhecida como um trampolim para novos serviços de software: Twitter, Foursquare, GroupMe e Highlight tiveram seu empurrão inicial nesse evento.

"É nessa direção que caminha o desenvolvimento de software", afirmou Oskar Kalmaru, um dos fundadores da Memoto, empresa sueca que produz uma câmera automática de vestir que tira fotos em intervalos de 30 segundos, criando um tipo de memória fotográfica pessoal. "A nova tecnologia inovadora é um hardware que possui componentes de software."

A queda nos custos para projetar e construir novos produtos de hardware possibilitou uma onda de criatividade e inovação que repete o boom do software, há uma ou duas décadas no Vale do Silício.

Kalmaru e sua equipe, que viajaram de Estocolmo para participar da conferência de uma semana, estão entre as empresas de hardware ávidas para impressionar as multidões de tecnólogos, empreendedores e capitalistas de risco que chegam sedentos pelas últimas novidades em startups e ideias inovadoras.

"O mesmo que aconteceu com o desenvolvimento do software nos últimos 10 ou 15 anos está agora acontecendo com o hardware", argumentou Kalmaru. "Hoje está tudo mais fácil."

Saturação em aplicativos e redes sociais

Sob alguns aspectos, a chegada do hardware artesanal à South by Southwest, segundo Susan Etlinger, analista da Altimeter Group, pode ser vista como uma indicação de que o mundo dos aplicativos móveis e redes sociais está saturado e cheio demais.

"Para startups de mobilidade, pode ser muito frustrante e complexo abrir caminho em meio a todo o ruído", disse ela.

Redes celulares e de dados sobrecarregadas tornam difícil conseguir sinal em smartphones durante a movimentada conferência, sem falar em experimentar um novo aplicativo com sucesso.

"É muito difícil para uma pequena startup ser notada aqui", explicou Jen Grenz, vice-presidente de uma empresa de tecnologia móvel chamada Lango, que não está no evento para promover seu novo aplicativo de mensagens instantâneas. O Snapchat, um dos aplicativos mais comentados do mundo tecnológico, também ficou de fora.

Os presidentes das empresas de hardware Nest e Jawbone estão participando pela primeira vez, embora outros executivos de suas empresas tenham participado em anos anteriores.

Julie Uhrman, fundadora e presidente da Ouya, uma máquina de games para Android financiada pelo Kickstarter, é palestrante. A empresa anunciou recentemente que seus consoles começarão a ser vendidos no final de março.

Bre Pettis, fundador das impressoras 3D Makerbot, fez o discurso de abertura do festival e também falaria numa apresentação da Supermechanical, empresa de hardware de Austin que fabrica sensores Wi-Fi para detectar coisas como umidade. Um dispositivo como esse pode alertar seu usuário, por mensagem de texto, de que o porão está com infiltrações, por exemplo.

Como as empresas de software, os fabricantes de hardware querem capturar a atenção de pessoas influentes que são inclinadas a contar a seus amigos sobre um novo dispositivo. É também provável que o tipo de público da South by Southwest esteja interessado em comprar uma câmera que "registra a vida" ou um controle baseado em gestos.

"O tipo certo de experiência social pode decolar aqui", afirmou Kira Wampler, vice-presidente da Lytro, que produz uma elegante câmera retangular que deixa os usuários refocarem fotografias após serem tiradas. "Este é um grupo de pessoas realmente interessado em explorar o que é novo."

Aposta em estandes

Segundo Wampler, a South by Southwest era o primeiro grande evento da empresa. A Lytro montou uma área onde curiosos podem se inscrever para caminhadas com fotos ou experimentar e comprar as câmeras da empresa, com preços a partir de US$ 400. Eles também trouxeram 100 dispositivos disponíveis para que participantes os levem emprestados por um dia.

Os fabricantes do Leap Motion Controller, dispositivo que permite que as pessoas controlem seus computadores e dispositivos agitando as mãos, estavam convidando participantes a experimentar o aparelho em estandes de demonstração. Michael Buckwald, fundador e presidente da Leap Motion, disse que o objetivo da empresa é criar uma forma para as pessoas "caminharem e entrarem no que nós vemos como o futuro".

Junto às pequenas startups, havia alguns gigantes fabricantes de dispositivos. A Samsung, que teve grande presença na International Consumer Electronics Show de janeiro, em Las Vegas, e na feira de celulares Mobile World Congress de fevereiro, em Barcelona, também montou um espaço na South by Southwest para gerar alguma atenção para sua linha de smartphones Galaxy.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.