Padrão permite transferir arquivos com velocidade de 10 Gbps

Criada em 2009 pela Intel, a tecnologia Thunderbolt chegou ao mercado em 2011, em produtos da Apple. Confira abaixo como funciona e para que serve a tecnologia Thunderbolt:

O que é a Thunderbolt?

É nova tecnologia que utiliza cabos de cobre (na versão atual) e fibra óptica (em versões futuras) para transferir dados entre o computador e outros dispositivos (como câmeras fotográficas) ou equipamentos periféricos (como monitores de vídeo). Trata-se de um novo padrão sugerido pela Intel. Essa tecnologia usa portas e cabos próprios, incompatíveis com outros padrões de transferência de arquivos no mercado, como o USB.

Quais as vantagens da nova tecnologia?

O principal benefício da porta Thunderbolt é transferir dados com velocidade bastante superior à oferecida pela porta USB 2.0 e, mais recentemente, USB 3.0 . A nova tecnologia permite transferir dados com velocidade de 10 Gb por segundo.

A Thunderbolt também suporta vários dispositivos conectados ao mesmo tempo. É possível, por exemplo, conectar um HD externo a um notebook e aproveitar outra porta Thunderbolt do HD para conectar um monitor. Dessa forma, o monitor serviria como uma segunda tela do notebook.

Quem aproveita os benefícios da porta Thunderbolt?

Pessoas que lidam com grandes quantidades de dados são as que mais aproveitam a nova tecnologia. Em um primeiro momento, ela deve ser útil principalmente para quem trabalha com vídeo e precisa fazer backups de arquivos muito grandes. De acordo com a Intel, os usuários podem transferir um filme em alta definição no formato Blu-ray em menos de 30 segundos ou fazer backup de músicas armazenadas no período de um ano em menos de 10 minutos.

A porta Thunderbolt substitui o USB 3.0?

A nova tecnologia permite transferir dados a uma velocidade maior que a versão 3.0 da porta USB (que alcança, no máximo, 4,8 Gbps) – 10 vezes maior que o USB 2.0. Como alguns equipamentos já chegam ao mercado com o USB 3.0, tudo indica que as duas tecnologias conviverão por muitos anos. No futuro, a indústria deve caminhar para um padrão, conforme os fabricantes optarem por uma das portas ou pela escolha dos próprios usuários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.