Em palestra durante visita a São Paulo, Jack Dorsey justificou imposição de limite de 144 caracteres de texto no Twitter e de seis segundos de vídeo no Vine

Visto por alguns como uma excentricidade dos fundadores do Twitter, o limite de 144 caracteres de texto das postagens no Twitter foi justificado por Jack Dorsey, cofundador do Twitter, em palestra em São Paulo nesta quinta-feira (11). "As limitações estimulam a criatividade das pessoas. Com pouco espaço, você vai escolher o que pode falar de melhor naquele momento", disse Dorsey a um auditório repleto de universitários da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

LEIA TAMBÉM:
Twitter lança filtros fotográficos para combater Instagram

Em sua passagem no Brasil, Jack Dorsey visitou as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo
Divulgação
Em sua passagem no Brasil, Jack Dorsey visitou as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo

A estratégia de limitar o espaço dos usuários a cada publicação foi repetida pelos cofundadores do Twitter com o aplicativo Vine , que permite gravar vídeos de até seis segundos para publicar na web.

Lançado em janeiro de 2013, o aplicativo permite criar um vídeo único ou uma montagem com pequenos trechos de outros vídeos gravados na memória do iPhone. A empresa ainda não lançou uma versão do aplicativo para celulares com sistema operacional Android.

"Quando lançamos o Vine estávamos pensando em vídeos que possam ser assistidos pelo celular. A equipe sempre tinha em mente que seis segundos é um tempo bom, 10 segundos seria tempo demais", diz Dorsey. O aplicativo foi criado pela startup de mesmo nome, criada por três desenvolvedores, e comprada pelo Twitter em outubro de 2012.

Em sua viagem ao Brasil, que começou nesta quarta-feira (10), Dorsey publicou diversos vídeos do Vine em seu perfil oficial. Os vídeos do confundador do Twitter, que também é CEO de outra startup chamada Square , mostraram as praias da cidade, além de bricadeiras durante um jantar com o apresentador Luciano Huck. "Depois que você vê um vídeo de um local, toda foto fica entediante", disse Dorsey sobre a experiência do Vine durante sua palestra.

O Twitter e a previsão do tempo

Questionado sobre a concorrência com o Facebook, rede social mais popular do mundo com mais de 1 bilhão de usuários, Dorsey afirmou que encara o Facebook como um serviço completamente diferente do Twitter. "Eu penso no Twitter mais como um serviço que funciona como a previsão do tempo. Algo que você acessa pela manhã para saber o que está acontecendo no mundo", disse o executivo.

Embora os internautas possam usar o serviço para conversar e saber o que os amigos estão fazendo, a essência do Twitter, segundo Dorsey, não é a mesma de uma rede social. "O Facebook é ótimo para manter relacionamento com amigos."

Muitas vezes louvado por permitir interações entre usuários de todo o mundo, cerca de 40% dos usuários do Twitter não escrevem mensagens , conhecidas como tuítes. Em vez disso, usam a ferramenta social somente para acompanhar notícias e as novidades das pessoas que seguem. "Essas pessoas são ativas na rede social, pois estão consumindo conteúdo."

De acordo com o executivo, o Twitter levou apenas duas semanas de desenvolvimento para sair do papel em março de 2006. A primeira vez que Dorsey percebeu o impacto do Twitter foi durante um terremoto em São Francisco (EUA), onde mora. "As pessoas começaram a publicar mensagens avisando sobre o terremotos no momento que estavam acontecendo", diz o executivo.

Atualmente, o Twitter reúne mais de 200 milhões de usuários em todo o mundo. Mais de 33,3 milhões de brasileiros possuem contas no Twitter, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que contam com cerca de 108 milhões de usuários.

A primeira visita, de acordo com o cofundador do Twitter, acontece neste momento por conta da proximidade da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. "O Brasil é um dos maiores mercados para o Twitter e será interessante ver como as pessoas compartilham suas experiências nestes grandes eventos com usuários de todo o mundo", diz Dorsey.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.