Em comunicado, empresa pede investigação a órgãos reguladores sobre relatório de taxa de devolução divulgado por analista

Reuters

TORONTO - A BlackBerry divulgou um comunicado nesta sexta-feira (12) no qual pede aos reguladores de títulos no Canadá e nos Estados Unidos para investigar um relatório sobre as taxas de devolução para seu novo smartphone Z10, que chamou de "falso e enganoso".

LEIA TAMBÉM:
Com Z10, BlackBerry mostra que ainda está viva

BlackBerry rebate informações de analistas sobre alta taxa de devolução do smartphone Z10
Getty Images
BlackBerry rebate informações de analistas sobre alta taxa de devolução do smartphone Z10

Nesta semana, a empresa de pesquisa e investimento Detwiler Fenton afirmou que os smartphones Z10 estavam sendo devolvidos em números "anormalmente elevados", mas se recusou a divulgar o seu relatório ou seus métodos.

A BlackBerry, que depositou suas esperanças de recuperação em seu novo BlackBerry com a versão 10 do sistema operacional, rebateu as críticas e disse que as taxas de retorno estavam iguais ou abaixo de suas previsões, e de acordo com as normas da indústria.

"Insinuar o contrário, ou é um grosseiro erro de leitura dos dados, ou uma manipulação intencional", disse Thorsten Heins, CEO da BlackBerry, em um comunicado. "Tal conclusão é absolutamente sem fundamento e a BlackBerry não vai deixá-la sem contestação."

A empresa disse que vai apresentar um pedido formal à Comissão de Valores Mobiliários e a Comissão de Valores Mobiliários de Ontario ao longo dos próximos dias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.