Empresa anunciou nesta quinta-feira a aquisição da startup australiana We Are Hunted, o que reafirma interesse da empresa no mercado musical

O Twitter planeja lançar um aplicativo independente de música nos próximos dias, de acordo com o blog All Things Digital , vinculado ao jornal The Wall Street Journal. De acordo com fontes, o novo aplicativo deve sugerir artistas e músicas de acordo com diversas informações do usuário, como as contas que o internauta segue no microblog.

LEIA TAMBÉM:
"Limitações estimulam criatividade das pessoas", diz cofundador do Twitter no Brasil

Twitter anuncia compra de startup de transmissão de música e pode anunciar serviço próprio nos próximos dias
Getty Images
Twitter anuncia compra de startup de transmissão de música e pode anunciar serviço próprio nos próximos dias

Os usuários do novo serviço devem ter a possibilidade de assistir a clipes de seus artistas favoritos por meio do aplicativo, por meio de outros serviços integrados, como a iTunes, o serviço de compartilhamento de áudio SoundCloud e Vevo (serviço da Universal Music e da Sony).

Na noite desta quinta-feira (11), a empresa anunciou a aquisição da startup We Are Hunted, que mantém um serviço de transmissão de música. O interesse na empresa, localizada na Austrália, reafirma a intenção do Twitter em se tornar um ponto central para a distribuição de conteúdo multimídia.

Os fundadores da We Are Hunted afirmaram em seu site que não poderiam revelar o que farão no Twitter. Os atuais serviços da empresa adquirida serão encerrados. O Twitter não comentou o assunto além de uma mensagem em site dando boas-vindas à We Are Hunted.

A compra ocorre alguns meses após a compra da Vine, uma empresa de compartilhamento de vídeos curtos. Desde o lançamento oficial da empresa em janeiro sob o controle do Twitter, a Vine se tornou um dos aplicativos mais populares da loja iTunes, da Apple, conforme os usuários do Twitter ampliam o uso dos vídeos de seis segundos compartilhados com amigos por meio de tuítes.

No ano passado, o site de microblogs expandiu agressivamente as ferramentas de carregamento de fotos, vídeos e conteúdo interativo para muito além das mensagens de 140 caracteres que tornaram a empresa conhecida.

*Com informações da Reuters.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.