Apenas desenvolvedores terão acesso ao Google Glass este ano

Em entrevista a um programa de rádio da  BBC nesta segunda-feira (22), Eric Schmidt, presidente do conselho do Google, afirmou que o Google Glass, óculos inteligentes da empresa, só deve chegar ao mercado daqui a cerca de um ano.

Veja as especificações completas do Google Glass

"Alguns milhares devem chegar a desenvolvedores ainda este ano. Com base no feedback deles, devemos fazer algumas alterações no produto antes que ele chegue ao mercado. Isso só deve acontecer daqui a cerca de um ano", afirmou Schmidt. O executivo afirmou ainda que o preço não deve ser o de um artigo de luxo, mas "será alto".

Veja imagens de protótipos do Glass

Anunciado no ano passado, o Google Glass é na verdade uma pequena tela transparente apoiada em uma armação de óculos. O produto engloba ainda ainda fones de ouvido e câmera. O produto poderá fotografar com resolução de 5 megapixels e filmar com resolução HD (720p).

Siga o iG Tecnologia no Facebook

Os óculos terão ainda conexões Wi-Fi e Bluetooth (não haverá versão 3G do produto, mas é possível que ele possa se conectar à rede celular por meio de um smartphone com Android). Segundo o Google, a memória disponível para uso será de 12 GB, embora o aparelho possua 16 GB de memória flash total. Não há nenhuma entrada para cartão de memória microSD, o que pode limitar o armazenamento de muitos aplicativos pelos usuários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.