Aparelho, fabricado por empresa de ex-funcionários da Nokia, está em pré-venda e custa 399 euros; Aplicativos criados para Android poderão ser usados no produto

O primeiro smartphone com o sistema operacional Sailfish, desenvolvido a partir do MeeGo, está em pré-venda na Europa a partir desta segunda-feira (20) por 399 euros. O primeiro produto da Jolla, startup finlandesa criada por ex-funcionários da Nokia, tem tela de 4,5 polegadas, processador com dois núcleos e funciona em redes de quarta geração da telefonia celular (4G/LTE).

LEIA TAMBÉM:
Firefox OS, Ubuntu, Tizen e Sailfish: os novos rivais do Android e do iPhone

Primeiro smartphone com sistema Sailfish chegará ao mercado europeu em breve
Divulgação
Primeiro smartphone com sistema Sailfish chegará ao mercado europeu em breve

O novo smartphone, que chega junto com outros sistemas operacionais de código aberto, terá 16 GB de memória interna, além de entrada para cartão microSD e câmera de 8 megapixels. Apesar de usar o sistema Sailfish, o novo produto também deve suportar aplicativos desenvolvidos para o sistema operacional Android. A empresa ainda não anunciou detalhes sobre como isso será feito.

O novo smartphone será chamado de Jolla e altera seu tema da tela inicial de acordo com a capa colorida usada para criar a "outra metade do sistema, exatamente como você gostaria que fosse". De acordo com o site, no entanto, a integração pode ser mais profunda do que apenas a customização da tela inicial, mas a empresa não divulgou detalhes.

Novo MeeGo

O Sailfish é uma criação da startup finlandesa Jolla, fundada por ex-funcionários da Nokia. O Sailfish é baseado no MeeGo, sistema da Nokia para celulares que foi abandonado em 2011, quando a empresa passou a apostar no Windows Phone. Em palestra realizada em fevereiro, Marc Dillon, CEO da Jolla, defendeu a criação de novos sistemas operacionais para que os usuários de smartphones tenham escolha.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.