Google bloqueará novos aplicativos que forem reprovados por sistema automatizado que verificará existência de vírus e outras ameaças

A Chrome Web Store, loja de aplicativos do Google para o navegador Google Chrome, ganhou uma verificação de segurança mais abrangente para evitar que cibercriminosos disponibilizem aplicativos maliciosos ou com vírus para os usuários.

LEIA TAMBÉM:
Conheça mais de 20 golpes populares no Facebook e no Twitter

Chrome Web Store ficará mais segura para os usuários em busca de aplicativos e extensões
Reprodução
Chrome Web Store ficará mais segura para os usuários em busca de aplicativos e extensões

De acordo com o Google, os aplicativos publicados atualmente podem demorar até 60 minutos para estarem disponíveis, mas agora demorarão que passarão por uma verificação de segurança, que pode demorar até 60 minutos para ser concluída.

A medida tenta coibir o número crescente de aplicativos e extensões disponibilizadas por meio da Chrome Web Store que disseminam vírus e golpes. Este número tem aumentado após uma restrição do Google que limitou a instalação de extensões no navegador às disponíveis na Chrome Web Store.

Como a empresa não verificava os aplicativos, os cibercriminosos aproveitavam a oportunidade de colocar as extensões falsas na própria loja do Google.

De acordo com o Google, a análise dos aplicativos será automatizada. Se o programa que analisa os pedidos dos desenvolvedores encontrar algo errado ou suspeito no código, que possa indicar o risco de segurança, o aplicativo não será aceito por meio da Chrome Web Store. Em caso de "falso positivo", o desenvolvedor poderá fazer modificações no código antes de submeter novamente o aplicativo à aprovação do Google.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.