Douglas Engelbart também participou da criação da internet

Morreu na tarde desta quarta-feira (3), aos 88 anos, o cientista e pesquisador americano Douglas Engelbart. Ele é conhecido principalmente pela invenção do mouse de computador, na década de 1960. Engelbart morreu em casa, na cidade de Atherton (EUA). A morte foi consequência de complicações renais, confirmou a esposa de Engelbart ao New York Times .

Douglas Engelbart, em foto de 2004
Getty Images
Douglas Engelbart, em foto de 2004

Desde seus primeiros anos como pesquisador, nos anos 1950, Engelbart se dedicou a estudar meios de facilitar a interação entre homem e máquina.

Em dezembro de 1968, Engelbart fez uma apresentação considerada histórica, na qual pela primeira vez foi demonstrado o uso do mouse para controlar um computador.

O mouse seria aprimorado pelo centro de pesquisas Xerox PARC nas décadas de 1970 e 1980 e só chegaria ao mercado em 1983, com o computador Lisa, da Apple.

Apresentação histórica

Na apresentação de 1968, Engelbart demonstrou ainda uma versão primária de um editor de textos e de um sistema de hiperlinks.

Essa apresentação é considerada um dos momentos mais importantes da história da computação. Na época, os computadores ocupavam salas inteiras e só recebiam instruções por meio de cartões perfurados. Esses cartões eram usados para comunicar ao computador quais cálculos deveriam ser feitos.

Internet

Como diretor do Stanford Research Institute (SRI), Engelbart também teve papel fundamental na criação da Arpanet, rede de comunicação militar que deu origem à internet. O SRI foi um dos quatro institutos envolvidos na primeira troca de dados por meio da Arpanet, em 1969. 

Veja imagens do primeiro protótipo do mouse


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.