A empresa não deu muitos detalhes sobre ação ilegal, que aproveitou um bug no Windows

Reuters

A Microsoft disse que hackers atacaram alguns de seus computadores explorando um bug no Windows divulgado pela primeira vez há dois meses por um pesquisador do Google, que ficou na linha de fogo por divulgar a falha sem antes comunicar a empresa de software.

Falha no Windows facilitou ação de hacker
Reprodução
Falha no Windows facilitou ação de hacker

A Microsoft forneceu poucos detalhes sobre os ataques. Em um comunicado na terça-feira (9), disse que os hackers promoveram "ataques direcionados", um termo usado geralmente por especialistas em segurança para se referir a ataques cibernéticos a alvos corporativos ou governamentais, motivados por espionagem e sabotagem.

A divulgação feita em maio pelo engenheiro de segurança do Google Tavis Ormandy foi controversa porque ele postou informações técnicas na internet que descreveram o bug no sistema operacional Windows antes da Microsoft lançar um software para corrigi-lo, o que alguns especialistas disseram que poderia ajudar hackers em ataques maliciosos.

Funcionários da Microsoft se recusaram a comentar quando perguntados se acreditavam que a divulgação da vulnerabilidade por Ormandy teria levado aos ataques.

Ormandy não foi encontrado até a publicação da matéria. Um porta-voz do Google se recusou a comentar, dizendo que o projeto de Ormandy no Windows era pessoal e não relacionado ao seu trabalho na empresa.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.