Tamanho do texto

No Reino Unido, internautas terão que informar provedores de que desejam consultar conteúdo adulto, para que acesso a sites não seja bloqueado

Os provedores de Internet britânicos passarão, a partir de agora, a contar com um filtro antipornografia. A nova medida foi anunciada pelo primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron e é um dos destaques da edição desta semana do boletim de tecnologia BBC Click.

LEIA TAMBÉM:
Redes sociais tentam barrar atividades de pedófilos na web

Para que o filtro antipornografia não seja acionado automaticamente, usuários terão de advertir seus respectivos provedores de que desejam consultar conteúdo adulto. Confira a reportagem completa no vídeo abaixo:

O programa destaca ainda uma pesquisa realizada por especialistas alemães segundo a qual telefones celulares estão sujeitos a ataques de hackers que podem acarretar até mesmo na consulta de dados telefônicos.

E ainda o invento de Matt McKewon, que acoplou um motor de jato em seu carrinho de compras e, com isso, consegue alcançar velocidades de até 70 quilômetros por hora.