Residência de propriedade da irmã de Steve Jobs não pode ser modificada sem autorização do Conselho Histórico de Los Altos

A casa onde Steve Jobs morou durante sua infância e adolescência e utilizou a garagem para criar a Apple junto com Steve Wozniak se tornou patrimônio histórico. De acordo com o site do jornal Palo Alto Daily News , da região do Vale do Silício (EUA), a casa de propriedade da irmã de Jobs foi incluída na lista de propriedades históricas de Los Altos na última segunda-feira (28). O cofundador e ex-CEO da Apple morreu em 5 de outubro de 2011, em decorrência de câncer.

LEIA TAMBÉM:
Construção de nova sede da Apple em formato de disco voador é aprovada

A decisão da Comissão Histórica de Los Altos foi unânime, de acordo com o jornal. A casa que fica em Crist Drive, no número 2066. Steve Jobs e Steve Wozniak foram fotografados em frente à residência em 1996. Com a adição da casa na lista de propriedades históricas, qualquer modificação terá que passar pela Comissão, que poderá fazer sugestões sobre as mudanças requeridas.

"Steve Jobs é considerado um gênio que misturava tecnologia e criatividade para inventar e vender produtos que mudaram dramaticamente muitas indústrias. A expectativa é de que sua influência seja sentida em várias gerações que virão", escreveu a Comissão, no relatório, de acordo com o site do Palo Alto Daily News.

Na garagem da casa, Jobs e Wozniak fabricaram as 100 primeiras unidades do Apple-I, primeiro computador da Apple. As 50 primeiras unidades do produto foram vendidas em uma loja de eletrônicos, localizada em Mountain View (EUA), pelo preço de US$ 500 cada. Os computadores originais são vendidos em leilões atualmente. Em maio deste ano, uma unidade do Apple-I foi vendida pelo preço recorde de R$ 1,4 milhão nos EUA .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.