Novo conceito de smartphone permitirá que consumidor monte seu aparelho adicionando a um endoesqueleto o hardware de câmera, memória e bateria

A Motorola, fabricante de smartphones adquirida pelo Google em 2011, anunciou nesta terça-feira (29) o Projeto Ara, uma plataforma que permitirá a criação de smartphones modulares no futuro. De acordo com mensagens publicada pela empresa no blog oficial, o objetivo é de criar um smartphone modular, modelo no qual os usuários escolherão e montarão seus próprios aparelhos.

LEIA TAMBÉM:
Google e Motorola anunciam smartphone personalizável Moto X nos EUA

Smartphone do futuro, na visão da Motorola, será feito de módulos individuais
Divulgação
Smartphone do futuro, na visão da Motorola, será feito de módulos individuais

"Queremos fazer pelo hardware o que o Android fez pelo software: criar um ecossistema de desenvolvedores vibrante, reduzir as barreiras para entrar no mercado, aumentar o ritmo de inovação e reduzir o tempo de desenvolvimento", escreve a empresa, na página oficial.

Com a proposta, a empresa pretende desenvolver um "endoesqueleto" que permitirá que módulos de câmera, teclado, bateria, entre outros, sejam acoplados a ele, para criar aparelhos personalizados. Isso permitirá que os usuários possam decidir que recursos seu smartphone terá, bem como seu preço, acabamento e vida útil.

Em smartphones modulares, usuário poderá substituir apenas parte defeituosa, em vez de trocar o aparelho
Divulgação
Em smartphones modulares, usuário poderá substituir apenas parte defeituosa, em vez de trocar o aparelho

Segundo a Motorola, o projeto Ara está em desenvolvimento há cerca de um ano. A empresa fez uma parceria com a empresa Phonebloks. Esta empresa já trabalha há algum tempo com a proposta de um novo conceito de eletrônico, que seja montado em blocos de funções, de forma customizada pelo usuário. Neste caso, ao notar um defeito em uma das partes, em vez de trocar o aparelho, o usuário poderá substituir somente o módulo defeituoso.

A Motorola pretende, até o final do ano, anunciar um kit de desenvolvimento de módulos de hardware para desenvolvedores, o que permitirá que terceiros possam participar da criação do novo smartphone modular. A empresa não divulgou quando o novo produto deve chegar ao mercado.

A nova iniciativa da Motorola, no sentido de permitir que os usuários personalizem seus smartphones, é a segunda ação deste tipo, desde que a empresa foi comprada pelo Google. Ao anunciar o smartphone Moto X , o primeiro desenvolvido pelas duas empresas, a Motorola passou a permitir que cada consumidor personalize seu smartphone antes da compra, como a cor do produto, se ele terá alguma mensagem gravada e até mesmo o papel de parede da tela inicial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.