Suposto defeito na placa-mãe causa travamento do aparelho e perda de dados armazenados e não é resolvido com ajuda da assistência técnica, segundo relatos dos consumidores

A associação de consumidores Proteste informou, nesta terça-feira (5), que mais de 1 mil consumidores do smartphone Galaxy S III, fabricado pela Samsung, registraram reclamações sobre uma falha no aparelho. O problema causa o travamento do aparelho, segundo relatos, e causa a perda de todo o conteúdo armazenado, como fotos, vídeos e músicas. Procurada pelo iG ,  a Samsung ainda não se pronunciou a respeito.

LEIA TAMBÉM:
Conheça os smartphones e tablets da linha Galaxy, da Samsung

Consumidores brasileiros reclamam de travamento no Galaxy S III
Reuters
Consumidores brasileiros reclamam de travamento no Galaxy S III

De acordo com a Proteste, trata-se de um defeito de hardware localizado na placa mãe do aparelho. Consumidores relatam que enviaram os equipamentos para a assistência técnica, mas eles teriam sido devolvidos com o mesmo defeito. Por meio do serviço de atendimento ao consumidor (SAC) da Samsung, os consumidores são orientados a “resetar” o aparelho e reiniciar, mas o problema permanece.

A Proteste criou um site especial para concentrar os relatos de travamentos do Galaxy S III. Por meio dele, os usuários podem registrar as reclamações. A entidade pretende intermediar o caso junto à Samsung, que já foi notificada para resolver o defeito, mas não respondeu. No pedido, a Proteste pediu que a Samsung convocasse todos os consumidores para correção do defeito, troca do aparelho ou ressarcimento do pagamento.

Segundo a Proteste, caso nenhuma providência seja tomada em 10 dias para solucionar o problema, a entidade fornecerá um modelo de petição para os consumidores entrarem com um processo no Juizado Especial Cível contra a Samsung.

Por meio da petição, os consumidores podem requerer na Justiça um novo aparelho ou o dinheiro de volta e uma indenização de até 20 salários mínimos. Mesmo consumidores que perceberam o problema fora do período de garantia podem entrar com o processo contra a fabricante. A Proteste também notificou o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, sobre o problema.

Conheça abaixo outros smartphones topo de linha à venda no Brasil:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.