Jeremy Hammond assumiu ter invadido servidores de consultoria estratégica para empresas

O americano Jeremy Hammond, um dos principais integrantes do grupo de hackers conhecido como Lulzsec, foi condenado nesta segunda-feira (18) a dez anos de prisão nos Estados Unidos, informa o Ars Technica . No decorrer do processo, Hammond admitiu ter invadido os servidores da Stratfor, empresa que presta serviços de inteligência de mercado. 

A invasão aos servidores da Stratfor ocorreu em dezembro de 2011. Hammond obteve acesso a milhares de números de cartão de crédito e cerca de 5 milhões de e-mails. Todos os dados obtidos por Hammond foram posteriormente publicados no Wikileaks. Hammond usou os números de cartão de crédito para fazer doações de cerca de US$ 700 mil a instituições de caridade.

Captura

Hammond foi preso em junho de 2012 junto com outros integrantes do Lulzsec. A prisão foi possível porque outro integrante do grupo, Hector Xavier Monsegur, colaborou com o FBI para localizar os outros hackers. Monsegur, conhecido como Sabu, havia sido localizado pelo FBI em junho de 2011 e fez um acordo no qual se comprometia a ajudar a polícia em troca de diminuição de sua pena. 




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.