Moradores da cidade reclamam do uso indevido dos pontos de ônibus e de congestionamentos

Protesto contra ônibus do Google ocorrido no dia 20/12/13, em San Francisco
AP
Protesto contra ônibus do Google ocorrido no dia 20/12/13, em San Francisco


Em audiência pública realizada nesta terça-feira (21), as autoridades de trânsito de San Francisco (EUA) decidiram que empresas que usam seus ônibus fretados para transporte de funcionários terão que pagar uma taxa ao município. Google, Apple e Facebook estão entre as empresas que usam fretados para transportar funcionários moradores de San Francisco para seus locais de trabalho em cidades próximas, na região do Vale do Silício.

O uso dos ônibus fretados na cidade vinha sendo questionado por grupos de moradores há alguns meses. Eles reclamavam do uso indevido dos pontos de ônibus e de engarrafamentos causados pelos fretados. Com a decisão, as empresas poderão manter seus fretados, mas terão que pagar US$ 1 por cada parada em ponto de ônibus, segundo a Cnet . O valor total pago pelas empresas será de US$ 1,5 milhão ao ano.

Nem todos os envolvidos ficaram satisfeitos com a decisão do município. Durante a audiência, alguns moradores pediram que os valores cobrados fossem maiores. O grupo Heart of The City, responsável por alguns dos protestos, alegou que a taxa não impede em nada os efeitos negativos da chegada dos "moradores ricos", como o aumento dos aluguéis. 

Alguns funcionários do Google estiveram na audiência para defender os ônibus. De acordo com a Cnet, uma funcionária chamada Crystal Sholts alegou que "nem todo mundo que trabalha no Google é milionário". 

"Fretados do Google"

A polêmica sobre os "fretados do Google", como ficaram conhecidos os ônibus, começou há alguns meses, quando alguns moradores protestaram e chegaram a impedir que funcionários do Google embarcassem em ônibus da empresa.

Além dos transtornos causados pelos ônibus, moradores mais antigos reclamam que o valor dos aluguéis e dos serviços em determinadas áreas de San Franciso aumentou muito desde que funcionários de empresas de tecnologia começaram a se mudar para a cidade.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.